Trabalho na Europa

País

Bélgica - trabalho

País: Bélgica
Línguas oficiais: neerlandês (norte), francês (sul), alemão
Forma de governo: monarquia constitucional
População: 11,2 milhões
Capital: Bruxelas
Moeda: euro (EUR)
Membro da UE ou do EEE: UE
Código telefónico: +32
Código Internet: .be

Por que neste país?

País anfitrião das instituições da União Europeia e de outras organizações internacionais, a Bélgica é abastada e multilingue. No norte flamengo, de língua neerlandesa, encontram-se estâncias balneares costeiras, as cidades históricas de Bruges e Gante e a dinâmica cidade portuária de Antuérpia. No sul, a Valónia, de língua francesa, tem densas florestas, charnecas remotas e um estilo de vida mais descontraído. Bruxelas é uma amálgama das duas culturas e uma grande comunidade internacional.

A oferta de emprego varia consoante a regiões, havendo muitas vagas por preencher, principalmente na Valónia e em Bruxelas. Esta situação deve-se, em parte, à falta de correspondência entre os perfis dos candidatos a emprego e as necessidades dos empregadores. A maioria desses lugares são nos setores dos serviços e público. Também existe uma procura constante de profissionais da saúde, informáticos, professores do ensino básico, empregadas domésticas, vendedores e empregados de escritório.

Procurar trabalho

Para conseguir encontrar um emprego na Bélgica, é conveniente dominar o neerlan­dês e/ou o francês, as línguas mais fala­das. O alemão é falado apenas numa pequena parte do país. Bruxelas, a capi­tal, é bilingue: na maioria dos empregos, as pessoas têm de saber falar neerlandês e francês. No entanto, muitos falantes de inglês também conseguem encontrar tra­balho na Bélgica, principalmente em Bru­xelas. As oportunidades de emprego para essas pessoas podem ser consultadas em: http://jobsinbrussels.com.

A Bélgica tem quatro serviços públicos de emprego para as diferentes regiões e comunidades linguísticas.

Actiris na capital, Bruxelas (bilingue neer­landês/francês): http://www.actiris.be

Le Forem na Valónia (região sul e de língua francesa):http://www.leforem.be

VDAB na Flandres (região norte e de língua neerlandesa): http://www.vdab.be

ADG nas zonas de língua alemã na região este da Bélgica:http://www.adg.be

A secção Ligações do portal EURES contém ligações a outros sítios web de emprego e a jornais que publicam anún­cios de emprego. Ver também o sítio web sobre a mobilidade internacional e a Bél­gica: http://www.bijob.be.

Dicas para a apresentação das candidaturas

A maioria dos empregadores seleciona os candidatos com base no CV e numa carta de apresentação. Se enviar a candidatura por correio eletrónico, utilize um endereço «profissional». Aponha uma referência elucidativa na sua mensagem de correio eletrónico e seja cuidadoso com o aspeto gráfico da carta de apresentação e do CV. Se as conhecer, adote as normas aceites na Bélgica (BIN-normen) na redação da sua carta de apresentação.

É habitual incluir uma fotografia no CV?

Não, não é aconselhável.

Há preferência por candidaturas manuscritas?

Não, as candidaturas são, na sua maioria, enviadas por correio eletrónico.

O CV modelo Europass é amplamente utilizado e aceite?

Há preferência pelo modelo nacional, mas o modelo Europass também é cada vez mais utilizado.

Contactos telefónicos

Se telefonar ao empregador, apresente-se de forma breve e esclarecedora, e fale na língua indicada. Se se tratar de uma candidatura espontânea, apresente-se e indique claramente o tipo de funções em que está interessado.

Tenho de enviar diplomas juntamente com a minha candidatura?

Não, normalmente não são solicitados nessa fase. No entanto, poderá ter de os apresentar quando assinar o contrato, pelo que deverá ter já uma tradução do seu diploma.

Devo apresentar referências, cartas de recomendação ou o certificado de registo criminal?

As referências e cartas de recomendação não são usadas na Bélgica. Podem ser pedidas, mas não é frequente. O certificado de registo criminal pode ser exigido em certos casos

Período habitual entre a publicação do anúncio de emprego e a entrada em funções

Seis semanas, mas em certos casos (quando, por exemplo, há escassez de candidatos) pode ser bastante inferior.

Preparação para a entrevista

Se o seu perfil lhe interessar, o empregador poderá marcar uma ou mais entrevistas, bem como testes de avaliação de competências e testes psicotécnicos.

Prepare-se bem, informando-se sobre a empresa, refletindo sobre as razões que o levam a querer trabalhar para o emprega­dor e o setor em causa, e praticando as res­postas a perguntas numa língua diferente da sua.

A entrevista pode ser vista mais como uma forma de negociação do que como uma sessão de perguntas e respostas. Para o empregador, a atitude do candidato, a sua assertividade, a sua cortesia e a forma como se apresenta são decisivos. O candi­dato poderá vir a ser um representante da empresa e terá de se integrar na equipa.

Dicas sobre o que deve vestir

Vista-se como esperaria que se vestisse alguém nas funções a que se candidata, nem demasiado elegante nem excessivamente informal. Os adornos e o perfume devem condizer com a roupa. Não se esqueça de que a forma como se apresenta espelha a sua personalidade.

Quem estará presente?

A primeira entrevista é normalmente conduzida por um psicólogo. Seguidamente, poderá ser entrevistado pelo seu futuro superior hierárquico ou mesmo por um futuro colega. Finalmente, terá uma entrevista com um representante do departamento de recursos humanos para negociar o salário, etc. Conte com 45 minutos para cada entrevista e com meio dia para os testes.

Cumprimentamo-nos com um aperto de mão?

Sim, na Bélgica é comum fazê-lo.

A entrevista obedece a um esquema rígido?

Em regra, as entrevistas iniciam-se com a apresentação dos entrevistadores, que, de seguida, convidam o candidato a apre­sentar-se. O entrevistador começará com questões muito genéricas, mas irá fazendo perguntas cada vez mais precisas. No final da entrevista, o candidato poderá colocar algumas questões adicionais. A reunião é dada por concluída uma vez acordados os procedimentos de ordem prática relativos à fase de decisão e resposta.

Normalmente, o ambiente é formal e pro­fissional. Adote um comportamento profis­sional desde a sua chegada e mantenha-o após a entrevista. Fale apenas de assuntos que possam interessar ao empregador. Tenha atenção à forma como os entrevistadores se apresentam: trate-os pelo nome próprio apenas se eles o fizerem. Não esqueça que o ambiente da entrevista nem sempre reflete a cultura da empresa.

Quando é que uma pergunta ultrapassa os limites?

Os candidatos não são obrigados a responder a perguntas sobre religião, sexo, planos familiares, etc. A recusa de resposta a perguntas delicadas pode, aliás, revelar assertividade e jogar a seu favor. Caso se sinta discriminado, o candidato pode apresentar uma queixa formal.

Negociação do salário e outras contrapartidas

, a negociação do salário ocorre na fase final do processo de recrutamento, na altura em que é dada ao candidato a oportunidade de fazer perguntas. O termo «salário» designa geralmente a remuneração ilíquida por mês ou por hora, consoante o tipo de contrato. Não tenha receio de pedir esclarecimentos sobre o conteúdo exato do seu pacote salarial. É possível negociar a inclusão de um 13.° ou mesmo um 14.° mês de salário na remuneração anual. Esses pagamentos suplementares não estão previstos no salário anunciado. A negociação do salário só é possível no setor privado. As principais regalias complementares são as senhas de refeição, o seguro hospitalar, a viatura da empresa, o telemóvel, o computador e o reembolso dos custos das viagens diárias entre o domicílio e o local de trabalho. Nas negociações participam o candidato e um representante do departamento de recursos humanos.

Poderá haver um período experimental?

Legalmente, o período experimental de 1 dia só é possível quando há a mediação de uma agência de trabalho temporário (o que significa que esse dia será pago ao candidato). Testes práticos efetuados no local de trabalho são admissíveis, mas apenas durante o tempo necessário para se verificarem as competências do candidato.

Qual a duração normal dos estágios?

Sete a 14 dias para os trabalhadores manuais; 1 a12 meses para os trabalhadores administrativos.

O empregador reembolsar-me-á das despesas efetuadas para comparecer à entrevista?

Em regra, o empregador não paga as despesas de viagem dos candidatos.

Quando me comunicarão os resultados?

Isso depende do lugar em causa e do empregador.

Obtenção de resposta e seguimento da candidatura

Se o empregador prometer uma resposta no prazo de 1 semana, não lhe telefone antes de este terminar. Se não lha tiver dado ao fim de 2 semanas, poderá pedi-la por telefone.

Com que antecedência devo chegar à entrevista?

Seja sempre pontual. Tente chegar 5 minutos antes da hora. Se verificar que vai chegar atrasado, devido, por exemplo, ao trânsito ou a atrasos nos comboios, informe o empregador. Antes de se dirigir para o local da entrevista, confirme se leva consigo o registo de um número de contacto.

data da ultima modificação: 2014-11-21 21:15:10

© União Europeia

Study in Switzerland
MBA_Master_220.jpg

Study in Poland
WSPA_220_online.png
Privacy Policy