Preparação para a entrevista

País
Achado: 32
PaísPreparação para a entrevista
Alemanha - trabalho

Os empregadores dão muita atenção à forma como o candidato se apresenta na reunião, incluindo o vestuário, o penteado e os adornos, a sua atitude, posições e ges­tos, contacto visual e modo de expressão. Prepare-se para persuadir o entrevista­dor de que está muito motivado para obter o emprego e proveo fazendo perguntas durante a entrevista.

Deve procurar informar-se, antes da entre­vista, sobre a área de especialização e os produtos da empresa, o número aproxi­mado de trabalhadores e a localização dos seus estabelecimentos no país e no estran­geiro, para o caso de os entrevistadores quererem pôr à prova os seus conhecimen­tos nessa matéria.

Em processos relativos a certos tipos de emprego, a primeira entrevista poderá, a título excecional, ser feita por telefone. Muito poucas empresas utilizam o Skype ou outro utilitário VoIP (voz sobre protocolo de Internet).

Áustria - trabalho
Quando há muitos candidatos à mesma vaga, é frequente as empresas procederem a uma préseleção ou à realização de testes. Se se tratar de um cargo muito importante ou de um lugar de direção, é provável que recorram a centros de avaliação.

Os empregadores procuram os candidatos que melhor correspondam ao perfil descrito. Cabe aos candidatos demonstrar que as suas qualificações e experiência se ajustam a esse perfil. Terão de falar dos seus pontos fortes e pontos fracos a nível profissional e pessoal, responder a perguntas acerca da sua motivação, das suas aptidões sociais e das suas perspetivas enquanto empregados, bem como, eventualmente, sobre o seu curriculm vitae (se, por exemplo, tiverem mudado frequentemente de emprego).

É de esperar, em suma, que os empregadores conduzam o diálogo de forma a poderem ficar a saber mais sobre os candidatos, as suas qualificações e as suas expectativas em relação ao emprego oferecido. Os candidatos também terão a oportunidade de fazer perguntas sobre as horas e os dias de trabalho, bem como sobre as atividades e o conteúdo da função em causa. O ambiente será amistoso mas também objetivo e imparcial.

Os candidatos devem estar bem informados sobre a empresa, designadamente sobre o que faz ou produz, a sua dimensão, se é centralizada ou descentralizada, se a sua sede é localizada no país ou no estrangeiro, a sua imagem e filosofia.

A comunicação verbal é importante, sendo fundamental que o modo como o candidato se exprime e apresenta seja compatível com o lugar a que se candidatou (motivação inequívoca para o trabalho, competências sociais, capacidade de trabalho em equipa, autoridade e capacidade de liderança, resistência à pressão, flexibilidade). Há que prestar igualmente atenção à comunicação não verbal, com destaque para a pontualidade, a postura, o contacto visual, os gestos e a expressão facial.

A entrevista dura, normalmente, cerca de 1 hora. A videoconferência poderá ser utilizada, mas o Skype só é usado em circunstâncias muito excecionais e apenas em casos de recrutamento para cargos académicos.
Bélgica - trabalho

Se o seu perfil lhe interessar, o empregador poderá marcar uma ou mais entrevistas, bem como testes de avaliação de competências e testes psicotécnicos.

Prepare-se bem, informando-se sobre a empresa, refletindo sobre as razões que o levam a querer trabalhar para o emprega­dor e o setor em causa, e praticando as res­postas a perguntas numa língua diferente da sua.

A entrevista pode ser vista mais como uma forma de negociação do que como uma sessão de perguntas e respostas. Para o empregador, a atitude do candidato, a sua assertividade, a sua cortesia e a forma como se apresenta são decisivos. O candi­dato poderá vir a ser um representante da empresa e terá de se integrar na equipa.

Bulgaria - trabalho
O candidato deve estar informado a respeito da atividade da empresa, da sua gestão, dos seus clientes e concorrentes e das suas oportunidades de desenvolvimento. No decorrer da entrevista, o empregador avaliará o rigor da expressão, a apresentação, a compostura, a autoconfiança e os gestos do candidato.
Chipre - trabalho
O candidato deve ter uma ideia geral sobre as atividades da empresa, a sua dimensão, etc. Normalmente, os empregadores avaliam o aspeto geral dos candidatos e o modo como se vestem. É importante que estes se mostrem corteses e seguros de si.
Croácia - trabalho
As primeiras impressões são muito importantes. A forma como o candidato se veste será tomada em consideração. Além disso, terá de se apresentar com base no CV. As perguntas mais frequentes incidem sobre os seus pontos fortes e os seus pontos fracos. É importante informar-se acerca da empresa para conhecer bem a sua atividade quotidiana e as exigências do lugar a que se candidata. Se tiver pessoas conhecidas dentro da empresa, recorra a esses contactos para o ajudarem.

Podem ser realizados testes escritos ou orais (psicológicos e profissionais) antes da entrevista. Se perder o interesse por um lugar, informe o empregador com a devida antecedência.
Dinamarca - trabalho
A entrevista de emprego é um diálogo entre o candidato e os entrevistadores, pelo que esperam que ele intervenha ativamente e faça perguntas. Deve, por isso, prepará-las previamente e procurar informar-se sobre os valores e a missão da empresa. Também poderá ter de se sujeitar a testes psicológicos e práticos.
Eslováquia - trabalho
Se de tratar de um trabalho especializado, talvez lhe peçam que efetue um exame de aptidão. Relativamente a lugares menos especializados, espera-se apenas que o candidato demonstre prontidão para o trabalho.

Prepare-se bem para a entrevista. Leve cópias dos seus diplomas, licenças e outros documentos necessários, demonstre os resultados do seu trabalho e dê provas da sua experiência e competências. Seja cortês e responda de forma clara e honesta.
Eslovénia - trabalho
O empregador centra-se principalmente na experiência, na motivação e nas competências de relacionamento interpessoal e social. O recurso a testes psicológicos e de inteligência, provas de aptidão e testes psicotécnicos é comum, sobretudo quando se trata de cargos que exijam um nível de escolaridade elevado.

Os candidatos devem preparar uma lista dos objetivos que alcançaram, conhecer razoavelmente a atividade do empregador, falar das competências e experiência prática adquiridas através do trabalho desenvolvido noutras empresas, identificar uma ambição profissional realista e estar aptos a comunicar as ideias acima referidas de forma clara e eficaz.

Os candidatos devem preparar-se para responder a perguntas sobre os seus objetivos de carreira a médio e longo prazo. É fundamental que tenha um plano claro em termos de desenvolvimento pessoal. Alguns empregadores eslovenos também esperam que o candidato indique as suas expectativas em matéria de salário.
Espanha - trabalho

Prepare-se de forma a poder comparecer na entrevista perfeitamente ciente das qua­lidades que fazem de si o candidato per­feito para ocupar o lugar.

Os candidatos são, com frequência, soli­citados a submeterem-se a um teste de aptidão, para demonstrarem as suas competências práticas e os seus conheci­mentos, e a fazerem uma entrevista com uma pessoa do departamento de recursos humanos. Para o efeito, têm de se deslocar, normalmente, às instalações da empresa, embora seja possível utilizar um dos novos meios de comunicação (videoconferência ou Skype, por exemplo).

Estónia - trabalho
Prepare-se convenientemente antes da entrevista, de modo a parecer seguro de si e concentrado no seu decurso. Leve caneta e bloco de notas para poder tomar apontamentos. Não se sente antes de ser convidado a fazê-lo. Mostrese autoconfiante, seja persuasivo e jovial.
Finlândia - trabalho
Uma das primeiras perguntas que o empregador faz ao candidato diz respeito à sua motivação: as razões por que se está a candidatar àquela vaga e por que deve ser selecionado. Prepare-se para expor essa motivação de forma clara e faça uma lista dos seus principais pontos fortes a nível profissional e pessoal.

Para causar boa impressão, o candidato deve consultar, antes da entrevista, o sítio web da empresa para conhecer os principais dados a ela referentes.
França - trabalho
O empregador prestará especial atenção à pontualidade do candidato e à sua atitude em geral, incluindo a indumentária. A entre-vista pode durar meio dia, incluindo a realização de testes práticos. Informe-se bem sobre a empresa de modo a demonstrar a sua motivação para o lugar que pretende ocupar.
Grécia - trabalho

Antes da entrevista, é conveniente recolher o máximo de informações possível sobre a empresa.

Se não puder comparecer por um motivo válido, deve solicitar uma nova entrevista com 2 ou 3 dias de antecedência.

Hungria - trabalho
Durante a entrevista, os empregadores tentarão sobretudo avaliar a sua personalidade e o seu empenho. Também quererão analisar o modo como reage a situações típicas do exercício da sua profissão e em circunstâncias imprevistas.
Irlanda - trabalho
A preparação é fundamental para o sucesso de qualquer entrevista, sendo nessa altura que o seu trabalho começa efetivamente. Deve recolher previamente o máximo de informação possível sobre a empresa, a fim de responder às perguntas que lhe fizerem, bem como para preparar as suas próprias perguntas ao entrevistador. Analise minuciosamente a descrição de funções e sublinhe os atributos que a empresa procura nos candidatos. Faça uma lista das competências, dos conhecimentos e das qualidades profissionais e pessoais exigidas pelo empregador e essenciais para desempenhar a função com eficácia. Prepare uma série de perguntas e respostas referentes aos seus próprios objetivos profissionais, planos a longo prazo, êxitos anteriores e pontos fortes e fracos a nível profissional. Não se esqueça de levar consigo o CV e os nomes das pessoas que podem fornecer referências a seu respeito.
Islândia - trabalho
Antes de ir a uma entrevista, faça o seu trabalho de casa. Leia o que puder sobre a empresa na página web da mesma e prepare-se para qualquer pergunta que possam vir a fazer-lhe, como por exemplo: "Quais são os seus pontos fortes e os seus pontos fracos?"; "Como se descreveria enquanto trabalhador?"; ou "Por que razão se despediu do seu último emprego?". Mostre-se interessado em saber o mais possível sobre a empresa e o emprego oferecido.
Itália - trabalho
Se o lugar em causa lhe interessar especialmente, recolha informações sobre a empresa ou o empregador e tente imaginar o que gostariam de o ouvir dizer. Ser-lhe-á certamente vantajoso mostrar-se comunicativo, motivado e entusiasta.
Letónia - trabalho
Todas as empresas recorrem a entrevistas e testes que permitem apurar o perfil psicológico, os traços de caráter ou as aptidões práticas dos candidatos. Os empregadores tomam em consideração não só as aptidões profissionais, mas também as qualidades humanas.

É fundamental mostrar motivação, capacidade e disponibilidade para o lugar a ocupar. O candidato deve ser honesto e explicitar os aspetos em que pode melhorar e como pensa fazê-lo. Deve, ainda, deixar bem claro que gostaria realmente de trabalhar naquela empresa.
Listenstaine - trabalho
Os candidatos devem informar-se o melhor possível sobre a empresa em que estão interessados, o seu volume de negócios, dimensão, setor de atividade, localização geográfica, cultura organizacional, etc.

Esteja preparado para perguntas como "Porque quer trabalhar na nossa empresa?" ou "O que sabe sobre ela?". Tome nota das perguntas que queira fazer. Previna-se quanto a informações pessoais ou profissionais que o empregador possa encontrar na Internet.
Lituânia - trabalho
Em geral, realiza-se apenas uma ronda de entrevistas. A maior parte das vezes, estas assumem a forma de uma conversa aprofundada entre o responsável pela contratação e o candidato.
Luxemburgo - trabalho
Procurar emprego é um trabalho árduo a que terá de dedicar muito tempo para ter hipóteses de chegar rapidamente a bom porto. Ao preparar-se para a entrevista, não poderá descurar o seguinte.

  • Analise-se meticulosamente: pontos fortes e pontos fracos, aptidões, competências e qualidades.
  • Ainda que as suas candidaturas anteriores tenham sido rejeitadas, deve continuar a tentar, certificando-se de que explica com suficiente clareza as razões por que se candidata.
  • Prepare-se com afinco até ter a certeza de que está apto a transmitir ao empregador uma ideia mais exata sobre o emprego e as condições de trabalho que tem em vista.
  • Informe-se sobre a empresa, os seus produtos e a sua imagem.
  • Mostre ao empregador que se preparou para a entrevista, porque se ele ficar com a impressão de que não o fez, considerará desleixado e pouco profissional.

Prepare uma exposição breve e elucidativa sobre quem é e o que o motiva, bem como sobre os seus pontos fortes, relacionando-os com os requisitos do lugar em causa.
Malta - trabalho
O empregador pressupõe que o candidato está disponível e que se informou acerca da empresa, bem como-se for estrangeiro - que possui conhecimentos básicos sobre a cultura de Malta. A maioria das empresas maltesas exigem que os candidatos dominem a língua inglesa.
Noruega - trabalho
Na maior parte dos casos, o candidato é convocado para uma entrevista presencial, embora, por vezes, o primeiro contacto direto consista numa entrevista telefónica.

Não se esqueça de que o CV e a carta de apresentação são apenas o seu «bilhete de entrada» para uma entrevista. É nesta que a sua competência é posta à prova. A entrevista depende fundamentalmente das suas aptidões pessoais e do modo como a sua personalidade se manifesta numa situação de trabalho. Neste ponto, a «química pessoal » entre o candidato e o recrutador pode ser decisiva. Mostre-se interessado e motivado, faça as perguntas certas e ouse falar por si e dar a sua opinião.

O número de entrevistas poderá variar entre uma (o mais comum) e duas ou três (se se tratar de pessoal altamente qualificado). A duração normal de uma entrevista é de 45-90 minutos.
Países Baixos - trabalho
Os candidatos podem ser convocados para uma entrevista preliminar, eventualmente com uma empresa de mediação. Essa entrevista é sobretudo encarada como uma oportunidade para as pessoas se conhecerem. O ambiente situa-se algures entre o formal e o informal e pressupõe uma igualdade entre todos os participantes.

Os empregadores querem que os candidatos demonstrem o seu conhecimento sobre as condições do emprego em causa, a empresa e as suas atividades. Ser-lhe-á também dada a oportunidade de fazer algumas perguntas. Aproveite-a para mostrar a sua motivação e o seu interesse no trabalho e não para inquirir o montante do salário.

As perguntas incidem, principalmente, sobre a experiência e as competências do candidato. Em resultado desta entrevista, este é excluído ou será convocado para uma segunda entrevista.

A falta de informação básica sobre a empresa é, muitas vezes, uma das principais razões por que os empregadores neerlandeses não chamam um candidato para uma segunda entrevista ou não o contratam para o lugar. Consulte o sítio web da empresa, leia o seu relatório anual e procure ficar com uma ideia clara sobre o setor a que a empresa pertence, as notícias mais recentes sobre o mesmo e a sua evolução provável. Provará, assim, que está motivado.

As entrevistas posteriores aprofundam as questões relacionadas com o cargo, a aptidão do candidato para resolver problemas e a sua experiência. Poderão ser feitas avaliações depois da primeira ou da segunda entrevista.

Na maior parte dos casos, comunicar-lhe -ão se foi ou não contratado muito pouco tempo após a entrevista.

É cada vez mais corrente os empregadores neerlandeses exigirem competências juntamente com os diplomas ou testemunhos. Prepare-se para as perguntas sobre as suas competências com recurso ao denominado Método STAR (Situation, Task, Active, Result [Situação, Tarefa, Atividade, Resultado]).
Polónia - trabalho
Antes da entrevista, os candidatos devem reunir toda a informação que puderem sobre a empresa. Devem estar preparados para mostrarem a sua motivação e

discutirem o que podem fazer, o que sabem e quem são, para além de colocarem as suas próprias perguntas.

Os empregadores atenderão sobretudo à pertinência dos conhecimentos e à criatividade dos candidatos. Procuram pessoas com capacidade de comunicação e uma atitude positiva. Poderão contratar, para a entrevista, um especialista em comunicação não verbal para avaliar a coerência entre a comunicação verbal e não verbal do candidato.
Portugal - trabalho
A entrevista não demora, normalmente, mais de 45 minutos. Os testes podem demorar meio dia, incluindo intervalos.
Reino Unido - trabalho
Os empregadores esperam que os candidatos estejam rapidamente disponíveis para a entrevista. Contam com a motivação do candidato e que este tenha conhecimentos da língua inglesa suficientes para permitir uma comunicação eficaz (à exceção de alguns empregos menos qualifica- dos, como por exemplo a apanha de fruta, relativamente aos quais a entrevista pode ser efetuada na língua materna dos candidatos, em particular se for realizada no seu país de origem). Os candidatos devem ser corteses, pontuais, ter boa apresentação e estar aptos a expressar-se com clareza.

Os empregadores e recrutadores são obrigados por lei a verificar a identidade de todos os candidatos, antes de lhes ser oferecido o emprego. O candidato tem de levar o original do seu passaporte ou bilhete de identidade para a entrevista, a fim de provar que é cidadão ou familiar de um cidadão de um país do Espaço Económico Europeu (ou da Suíça).
República Checa - trabalho

Os empregadores esperam que os candida­tos estejam informados sobre a empresa (estrutura e área de atividade) e sobre as especificidades do lugar a que se candida­tam, e quererão saber por que motivo nela pretendem trabalhar. O candidato tam­bém tem de estar preparado para respon­der a perguntas relacionadas com os seus conhecimentos especializados e com outras aptidões (qualidades pessoais, capacidade de trabalho individual e em equipa, segu­rança, adaptabilidade e experiência ante­rior). Alguns empregadores exigem que o candidato se submeta a testes de diagnós­tico psicológico para efeitos de avaliação da sua personalidade.

A entrevista pessoal é a mais comum. No entanto, o primeiro ciclo de entrevis­tas poderá ser feito por correio eletrónico. Os novos meios de comunicação só agora começam a ser utilizados para este efeito.
Roménia - trabalho
Muitas empresas propõem a realização de uma entrevista por telefone antes de decidirem reunir presencialmente com o candidato. Neste caso, é importante que este se prepare como o faria para uma entrevista segundo os cânones habituais, e expresse claramente a sua personalidade desde o início. Não deve interromper o interlocutor enquanto fala e deve certificar-se de ter entendido bem a pergunta antes de responder.

Informe-se convenientemente sobre o setor de atividade da empresa e as exigências do lugar oferecido. O recrutador conta com uma atitude profissional e quererá ter um debate honesto e franco consigo. Centre- se nos elementos constantes do CV. Os empregadores sabem que a parte dedicada às competências e capacidades é, normalmente, um pouco exagerada.
Suécia - trabalho
Geralmente, a entrevista dura cerca de 90 minutos e o candidato poderá ser chamado para uma segunda reunião. Se estiver impedido de comparecer na entrevista, deve informar o empregador assim que puder e perguntar se é possível fazer nova marcação.
Suíça - trabalho
Informe-se previamente sobre a empresa: os administradores, o número de trabalhadores, o setor económico em que está inserida e os seus concorrentes e clientes. Faça também uma pesquisa sobre a sua política ambiental, a posição face ao comércio justo e a eventual existência de uma carta social ou ética. Esteja atento à imagem da empresa em termos gerais e enquanto empregadora.

As perguntas mais correntes que deve esperar sobre as suas competências pessoais são as respeitantes aos seus pontos fortes e pontos fracos, à sua flexibilidade e mobilidade geográfica, à sua disponibilidade e às expectativas em matéria de salário.

Os entrevistadores tomam em consideração o domínio da língua de trabalho por parte do candidato, a sua indumentária, a sua delicadeza, o tom de voz que utiliza na entrevista e o respeito demonstrado para com os entrevistadores. Certifique-se de que está bem preparado e é capaz de responder de forma positiva a questões relacionadas com assuntos melindrosos.

É importante ilustrar as suas respostas com exemplos específicos que comprovem a sua efetiva experiência no tipo de situações referidas. No caso das ofertas de emprego que exijam conhecimentos de várias línguas, é possível que durante a entrevista os entrevistadores comecem a falar numa dessas línguas, por isso seja honesto ao indicar, no CV, o seu grau de conhecimento de uma língua.
RSS desta lista

© União Europeia

Study in Poland
Privacy Policy