Trabalho na Europa

País

Alemanha - trabalho

País: Alemanha
Línguas oficiais: alemão
Forma de governo: república federal parlamentar
População: 80,5 milhões
Capital: Berlim
Moeda: euro (EUR)
Membro da UE ou do EEE: UE
Código telefónico: +49
Código Internet: .de

Por que neste país?

No maior Estado-Membro da União Europeia há um pouco de tudo, desde cidades de craveira mundial até belas aldeias e castelos de contos de fadas, montanhas portentosas, densas florestas e praias arenosas, além de uma rede ferroviária de qualidade incomparável para explorar todas essas maravilhas em grande estilo.

A Alemanha é um grande polo industrial, famoso pela qualidade da sua indústria transformadora e do seu design, sobretudo nos setores dos veículos a motor e da eletrónica. O país tem resistido bem à crise económica, registando um aumento do emprego enquanto noutros EstadosMembros da União Europeia este sofreu um declínio. Os candidatos a emprego encontram trabalho mais facilmente nas regiões do sul e do sudoeste, pois nos Lander orientais a taxa de desemprego, embora esteja a diminuir, ainda é quase o dobro da existente nos ocidentais. Em termos setoriais, há procura de técnicos e engenheiros especializados, bem como de trabalhadores da construção, profissionais de saúde e parteiras.

Procurar trabalho

Os candidatos a emprego poderão ficar com uma ideia geral do mercado de traba­lho alemão visitando o sítio web do serviço público de emprego (ver secção Ligações no portal EURES).

Além disso, o sítio web do Ministério da Economia e da Tecnologia, do Minis­tério do Trabalho e do serviço público de emprego contém informações úteis sobre a vida e o trabalho na Alemanha: http://www.make-it-in-germany.com.

Há outros sítios web especificamente con­sagrados a determinadas profissões ou regiões. Se já tiver uma ideia definida sobre a zona onde deseja viver, consulte o sítio web do jornal regional.

Dicas para a apresentação das candidaturas

Ao preparar uma candidatura por escrito, junte numa pasta a carta de apresentação, o CV, uma fotografia e algumas cartas de recomendação. Verifique a ortografia em todos os documentos e confira-os, para se certificar de que tudo está em ordem.

A carta de apresentação deverá ter, no máximo, uma página e o curriculum vitae duas, incluindo as informações referentes à oferta de emprego, ou então poderá adi­cionar um perfil profissional com as suas competências e experiência. O estilo desses conteúdos deve ser adequado à função a que se candidata.

Se enviar a candidatura por correio eletrónico, junte num só documento a carta de apresentação, o CV, a fotografia e as cartas de recomendação.

É habitual incluir uma fotografia no CV?

Não é obrigatório anexar uma fotografia ao CV, mas a maioria dos empregadores gostam que os candidatos o façam.

Há preferência por candidaturas manuscritas?

Não há qualquer preferência pelos curricula vitae manuscritos, salvo especificação clara nesse sentido.

O CV modelo Europass é amplamente utilizado e aceite?

O CV modelo Europass é frequentemente utilizado, para além de outras fichas de dados pessoais. Em alguns casos ou profis­sões, é preferível criar um modelo persona­lizado, que o distinga dos outros CV.

"A colaboração entre a EURES Espanha e a ordem de engenheiros de Saragoça levou, em poucos meses, à colocação de mais de 20 engenheiros em peque­nas e médias empresas, na Alemanha e nos países nórdicos. Também prestámos apoio e informações práticas a esses tra­balhadores - e às empresas que os con­trataram -, para facilitar a transição." Teresa Vieitez Carrazoni, conselheira EURES, Espanha

Contactos telefónicos

Nos telefonemas que porventura faça ao empregador ou ao departamento de recursos humanos, seja cortês e dê sempre o seu nome completo (nome próprio e ape­lido). Prepare as respostas com antecedên­cia e responda com objetividade.

Se quiser apresentar candidaturas espontâ­neas, pondere bem o que vai dizer e seja convincente na justificação da sua decisão de se candidatar nessas condições.

Tenho de enviar diplomas juntamente com a minha candidatura?

Sim, sobretudo se estiverem intimamente relacionados com o perfil profissional e as competências que o lugar exige. Não é necessário anexar todos os diplomas (por exemplo, de um curso de informática que tenha feito 10 anos antes).

Devo apresentar referências, cartas de recomendação ou o certificado de registo criminal?

Para convencer o seu potencial emprega­dor de que o deve contratar para preen­cher a vaga, precisará de declarações abonatórias da sua dedicação e eficiência no trabalho (todas as pessoas que traba­lham na Alemanha têm o direito de rece­ber uma tal declaração do seu empregador. Na sua versão mais simples, esta contém dados pessoais e informações sobre o tipo e a duração do emprego, sem avaliação. Na sua versão qualificada, inclui também os resultados, as qualificações e o comporta­mento formal do trabalhador). As declara­ções e as cópias dos diplomas devem ser enviadas juntamente com a carta de apre­sentação e o CV.

As referências e as cartas de recomenda­ção não são muito utilizadas. Só em casos excecionais um novo empregador entrará em contacto com o empregador atual ou anterior do candidato.

Para um emprego no setor público, será necessário o certificado de registo crimi­nal, que pode ser obtido no posto de polí­cia local. Nos outros casos, geralmente não é possível saber, com antecedência, se será ou não exigido, mas o empregador poderá solicitá-lo por ocasião da assinatura do contrato.

Período habitual entre a publicação do anúncio de emprego e a entrada em funções

Para os lugares sem grandes exigências de formação ou especialização, pode ir até um mês e no caso das funções muito qualificadas, até 3 meses.

Preparação para a entrevista

Os empregadores dão muita atenção à forma como o candidato se apresenta na reunião, incluindo o vestuário, o penteado e os adornos, a sua atitude, posições e ges­tos, contacto visual e modo de expressão. Prepare-se para persuadir o entrevista­dor de que está muito motivado para obter o emprego e proveo fazendo perguntas durante a entrevista.

Deve procurar informar-se, antes da entre­vista, sobre a área de especialização e os produtos da empresa, o número aproxi­mado de trabalhadores e a localização dos seus estabelecimentos no país e no estran­geiro, para o caso de os entrevistadores quererem pôr à prova os seus conhecimen­tos nessa matéria.

Em processos relativos a certos tipos de emprego, a primeira entrevista poderá, a título excecional, ser feita por telefone. Muito poucas empresas utilizam o Skype ou outro utilitário VoIP (voz sobre protocolo de Internet).

Dicas sobre o que deve vestir

Procure vestir-se de forma adequada à empresa e ao lugar a que se está a candidatar. Os banqueiros e os bancários, por exemplo, têm de usar gravata. Evite adornos demasiado vistosos.

Quem estará presente?

Habitualmente, a entrevista é conduzida por, no mínimo, duas e, no máximo, seis pessoas. Entre os intervenientes poderão encontrar-se o proprietário ou diretor-geral da empresa, membros da direção, pessoal do departamento de recursos humanos e pessoas que desempenhem funções análogas às do lugar a ocupar.

Cumprimentamo-nos com um aperto de mão?

Sim, os entrevistadores esperam que lhes dê um aperto de mão quando entrar na sala onde decorrerá a entrevista.

A entrevista obedece a um esquema rígido?

Sim, geralmente, a entrevista obedece a um esquema bastante rígido. Começa com a apresentação das pessoas que repre­sentam a empresa e da própria empresa. É então a vez do candidato, a quem, a partir desse momento, os representan­tes da empresa colocarão todo o tipo de questões.

Pouco antes de a entrevista terminar será dada ao candidato a oportunidade de fazer mais algumas perguntas. No final, receberá informações adicionais sobre o processo de candidatura e o prazo para o emprega­dor lhe comunicar a sua decisão. Em regra, a entrevista dura cerca de uma hora, mas essa duração pode variar.

Não se esqueça de que algumas pergun­tas podem ser ardilosas. É preciso cautela e tato nas respostas, principalmente no que respeita a perguntas sobre os seus pontos fortes e pontos fracos ou sobre uma even­tual inadequação das qualificações. Tente apresentar os seus pontos fracos como pontos fortes. Por exemplo, se reconhece que um dos seus pontos fracos é a impa­ciência com os colegas, diga que os cos­tuma instar a cumprirem os prazos e que os interpela frequentemente sobre os resul­tados que alcançaram.

Se lhe perguntarem se não considera ter qualificações demasiado elevadas para o lugar a que se está a candidatar, pode res­ponder que, de início, pode bem ser esse o caso, mas que está certo de que, após a sua integração na empresa, o emprega­dor encontrará certamente outro lugar ou outras funções mais adequados.

Quando é que uma pergunta ultrapassa os limites?

A Alemanha tem legislação contra a discriminação, a Allgemeines Gleichbehandlungsgesetz (AGGs) (Lei Geral sobre a Igualdade de Tratamento), nos termos da qual são proibidas perguntas acerca de assuntos de natureza estritamente privada não relacionados com a atividade profissional, designadamente sobre condições gerais de saúde, número de filhos desejado, situação financeira, religião ou sexualidade.

Negociação do salário e outras contrapartidas

O âmbito das negociações do contrato depende, em grande medida, da empresa em causa e do setor de atividade em que está inserida. O salário pode ser negociado, exceto se houver uma tabela de remune­rações fixas que lhe seja aplicável. Quando começar a negociar, lembre-se de que, na Alemanha, o salário é expresso em valores à hora ou ao mês. Estas questões são nego­ciadas com a direção responsável (zustandige Fuhrungskraft).

O candidato poderá negociar, para além do salário, algumas regalias legalmente não obrigatórias, como sejam o subsídio de férias ou os prémios anuais, se não estive­rem previstos no contrato da empresa.

Poderá haver um período experimental?

Algumas empresas poderão propor-lhe dia de trabalho à experiência, que não deve recusar.

Qual a duração normal dos estágios?

O código civil alemão não fixa uma duração geral para os estágios, mas estes não podem ser superiores a 6 meses. Não se deve confundir esta situação com o trabalho em regime de prova, que é, por natureza, um contrato de trabalho temporário (sendo o regime de prova a causa da limitação).

O empregador reembolsar-me-á das despesas efetuadas para comparecer à entrevista?

Há empresas que reembolsam as despesas efetuadas pelos candidatos por motivo da sua comparência à entrevista, mas essa questão não está regulamentada. Resta-lhe, por isso, esperar para ver se as suas despesas serão ou não reembolsadas.

Quando me comunicarão os resultados?

Se a empresa decidir contratá-lo, em princípio a decisão ser-lhe-á comunicada por telefone.

Obtenção de resposta e seguimento da candidatura

No final da entrevista, o empregador deverá explicar-lhe as fases seguintes do processo de seleção e indicar os respetivos prazos. Se os prazos anunciados terminarem sem que nada lhe tenha sido comunicado, poderá contactar a empresa para saber o que se passa.

Com que antecedência devo chegar à entrevista?

Os empregadores alemães atribuem grande importância à pontualidade.

data da ultima modificação: 2014-11-21 21:11:59

© União Europeia

Study in Switzerland
MBA_Master_220.jpg

Study in Poland
Privacy Policy