Trabalho na Europa

País

Chipre - trabalho

País: Chipre
Línguas oficiais: grego e turco
Forma de governo: república presidencial
População: 870 000
Capital: Nicósia
Moeda: euro (EUR)
Membro da UE ou do EEE: UE
Código telefónico: +357
Código Internet: .cy

Por que neste país?

Chipre conserva as marcas de 10 000 anos de civilização, lado a lado com numerosos locais de animada diversão. Fora das estâncias de férias, existem aldeias e ruínas impregnadas pelos aromas típicos do Mediterrâneo. Um facto pouco conhecido é que Chipre possui uma das estâncias de esqui mais meridionais da Europa.

Em termos de mercado de trabalho, verificou-se uma contração nos setores da construção, da hotelaria e restauração, e do comércio grossista e retalhista. O desemprego aumentou significativamente nos últimos anos, principalmente entre os jovens. As melhores perspetivas de emprego para as pessoas que só tenham concluído o ensino secundário são o trabalho como empregados de balcão, empregados de mesa, na guarda de crianças, nos cuidados pessoais e em padarias. As pessoas com diplomas do ensino superior têm mais probabilidades de encontrar trabalho nos setores contabilístico e financeiro, informático, das telecomunicações e da engenharia eletrónica.

Procurar trabalho

Os candidatos podem procurar as ofertas de emprego na secção do portal EURES referente a Chipre, nos centros do serviço público de emprego, em agências de emprego privadas ou nos jornais. Na página Ligações do portal EURES são indicadas algumas ligações úteis.

Dicas para a apresentação das candidaturas

O meio mais utilizado é o envio de uma carta de candidatura datilografada acom­panhada pelo CV. A maioria dos processos de candidatura respeitantes a profissões não especializadas não são documenta­dos por escrito. Quando o interessado se candidata através dos serviços públicos de emprego, é elaborada uma carta-tipo a que o potencial empregador tem de apor uma menção à sua decisão final e que é segui­damente entregue no centro de emprego.

Caso se candidate a uma oferta de emprego que encontrou no portal EURES, mencione o respetivo número nacional de referência. Tanto as candidaturas apresentadas por via eletrónica como as apresentadas por escrito devem incluir uma carta de apresentação datilografada com não mais de uma página. Esta carta, dirigida à organização que publi­cou a oferta ou ao potencial empregador, deverá incluir informação relevante que não conste do CV e deve ser assinada.

É habitual incluir uma fotografia no CV?

Sim, em Chipre, são habitualmente incluídas fotografias nos CV.

Há preferência por candidaturas manuscritas?

Não, é preferível uma carta datilografada.

O CV modelo Europass é amplamente utilizado e aceite?

Sim, é bastante comum e de fácil compreensão para os empregadores cipriotas

Contactos telefónicos

Em Chipre, o primeiro contacto é geralmente feito por telefone. Convém perguntar se a vaga ainda não foi preenchida e pedir informações pormenorizadas sobre o processo de candidatura.

Tenho de enviar diplomas juntamente com a minha candidatura?

É sempre necessária uma cópia do diploma, que por norma tem de ser apresentada logo no início do processo. A autenticação dos documentos raramente é necessária, salvo no caso das profissões regulamentadas cujo exercício está sujeito a registo (médicos, arquitetos ou engenheiros, por exemplo).

Devo apresentar referências, cartas de recomendação ou o certificado de registo criminal?

Por norma, as referências e as cartas de recomendação apenas são utilizadas quando estão em causa posições de nível elevado. O candidato deve informar previamente as pessoas que pretende indicar para o efeito e pedir-lhes autorização para referir, no CV, os seus nomes, contactos telefónicos e funções profissionais.

Para o exercício da maior parte das profissões regulamentadas, é exigida a apresentação de um certificado de registo criminal que ateste a inexistência de cadastro.

Período habitual entre a publicação do anúncio de emprego e a entrada em funções

Havendo acordo entre as duas partes, o início da prestação do trabalho ocorre no princípio do mês ou semana seguinte, consoante a periodicidade da remuneração seja mensal ou, como acontece nas profissões não especializadas, semanal.

Preparação para a entrevista

O candidato deve ter uma ideia geral sobre as atividades da empresa, a sua dimensão, etc. Normalmente, os empregadores avaliam o aspeto geral dos candidatos e o modo como se vestem. É importante que estes se mostrem corteses e seguros de si.

Dicas sobre o que deve vestir

Quanto à indumentária, é aconselhável que os candidatos adotem um estilo informal e elegante, sem exageros.

Quem estará presente?

A entrevista é, habitualmente, conduzida pelo diretor ou pelo responsável pelo pessoal, mas lembre-se que a maior parte das empresas cipriotas são unidades de pequena dimensão em que o proprietário desempenha também essas funções.

Cumprimentamo-nos com um aperto de mão?

É costume as pessoas cumprimentarem-se com um aperto de mão, quando se encontram pela primeira vez.

A entrevista obedece a um esquema rígido?

As entrevistas não obedecem a um esquema rígido. Os candidatos podem ser convidados a apresentar-se a si próprios, assinalando os seus pontos fortes e os seus pontos fracos, e a explicitar as suas qualificações e experiência relacionando-as com a descrição das funções em causa.

A maior parte das perguntas incide sobre as qualificações e a experiência do candidato, como por exemplo: «Porque se considera indicado para este lugar?» «Qual é a sua experiência neste campo?» ou «Quais são as suas expectativas em relação a este emprego?». Quando estão em causa profissões pouco qualificadas, o empregador poderá solicitar ao candidato uma demonstração prática das suas competências no próprio local de trabalho.

Quando é que uma pergunta ultrapassa os limites?

Chipre tem leis contra a discriminação e leis de proteção de dados pessoais. O entrevistado não é obrigado a responder a perguntas sobre assuntos estritamente privados nem a dar informações confidenciais, por exemplo sobre a sua orientação sexual.

Negociação do salário e outras contrapartidas

Em Chipre, as condições de trabalho são, normalmente, fixadas por instrumentos de regulamentação coletiva. Convém, pois, que o candidato se informe sobre as condições aplicáveis ao seu caso. Contudo, as convenções coletivas não são juridicamente vinculativas e, em muitos casos, os salários e outras regalias são negociadas entre o empregador e o trabalhador.

Os empregadores são obrigados a informar o novo empregado, por escrito e no prazo de 1 mês a contar da data de admissão, sobre as condições de trabalho garantidas. O documento deve fazer referência, nomeadamente, ao salário, ao número de horas de trabalho e às férias anuais.

Poderá haver um período experimental?

Pode ser negociado um período experimental entre as duas partes, mas a legislação e asconvenções coletivas não contêm quais-quer disposições nesse sentido.

Qual a duração normal dos estágios?

Os períodos de estágio têm, normalmente, a duração de 1 mês.

O empregador reembolsar-me-á das despesas efetuadas para comparecer à entrevista?

Não, em Chipre essa prática não é habitual.

Quando me comunicarão os resultados?

Não existe uma regra geral quanto ao prazo para informar os candidatos sobre o resultado das entrevistas.

Obtenção de resposta e seguimento da candidatura

Não é habitual dar uma resposta a todos os candidatos, mas se estes pedirem informações por escrito, estas são normalmente dadas em tempo útil.

Com que antecedência devo chegar à entrevista?

É importante que os candidatos cheguem a horas à entrevista. Se não puderem comparecer, devem avisar com antecedência.

data da ultima modificação: 2014-11-21 21:18:19

© União Europeia

Study in Switzerland
BBA-Bachelor-220_1.jpg

Study in Poland
Privacy Policy