Trabalho na Europa

País

Reino Unido - trabalho

Línguas oficiais: inglês
Forma de governo: monarquia constitucional
População: 63,9 milhões
Capital: Londres
Moeda: libra esterlina (GBP)
Membro da UE ou do EEE: UE
Código telefónico: +44
Código Internet: .uk

Por que neste país?

O Reino Unido possui uma das maiores economias do mundo. O setor dos serviços representa mais de 70% do PIB, embora o setor automóvel, aeroespacial e farmacêutico continuem a ser significativos.

A contração das finanças públicas provocada pela crise global e a elevada dívida pública traduziu-se em importantes perdas de emprego tanto no setor público como no privado. No entanto, continua a haver procura de engenheiros para a indústria automóvel e para o setor da eletricidade e da energia verde; engenheiros e técnicos para o setor energético; cozinheiros de cozinha tailandesa e asiática; consultores hospitalares e enfermeiros de bloco operatório; certos profissionais de TI e condutores de pesados de mercadorias e de autocarros de passageiros. Ainda há vagas por preencher para profissionais de cuidados de saúde e há falta de assistentes sociais especializados no trabalho com crianças e famílias.

Procurar trabalho

A maioria dos empregadores publicitam as suas vagas no sítio web das respetivas empresas ou em sítios web especializados como o Monster ou o fish4jobs. As agências de recrutamento como a Adecco e a Reed também são muito utilizadas. É igualmente possível encontrar ofertas de emprego no sítio web do governo http://www.gov.uk e no portal EURES. Alguns lugares muito qualificados são publicitados em jornais nacionais, designadamente no The Guardian e no The Times. Em alguns setores, como o da construção e o da horticultura, as vagas são frequentemente publicitadas boca a boca.

Dicas para a apresentação das candidaturas

A regra é seguir rigorosamente as instruções. O empregador pode indicar um número de telefone ou um endereço de cor- reio eletrónico para os candidatos obterem mais informações sobre o lugar vago. Não aproveite esse primeiro contacto como uma oportunidade para se apresentar, se isso não tiver sido pedido.

É bastante comum os empregadores aceitarem um número limitado de candidaturas e encerrarem a oferta de emprego quando esse número é atingido, por isso trate de enviar a sua candidatura em tempo útil e sempre antes de terminar o prazo.

Ao preencher um formulário, verifique se este fica gravado e envie-o num formato de ficheiro compatível. Inclua o número de referência da vaga e reveja o formulário cuidadosamente. Recorra ao corretor ortográfico utilizando um dicionário de inglês do Reino Unido (e não dos Estados Unidos) e preste especial atenção à gramática e à estrutura das frases.

Se o processo de candidatura exigir o CV e uma carta de apresentação, esta última deve ser concisa (uma página A4) e objetiva. No primeiro parágrafo, explique a razão por que está a escrever; no segundo, especifique as competências e a experiência relevantes; no terceiro, indique a sua disponibilidade para participar numa entrevista e preste outras informações importantes relativas a compromissos existentes; termine com uma frase curta para dizer que aguarda a resposta com expectativa. Tente incluir palavras-chave do anúncio na sua candidatura.

É habitual incluir uma fotografia no CV?

Não, e também não deve indicar a sua data de nascimento.

Há preferência por candidaturas manuscritas?

Não, evite as candidaturas manuscritas, a menos que sejam pedidas no anúncio.

O CV modelo Europass é amplamente utilizado e aceite?

O CV modelo Europass não é normalmente reconhecido pelos empregadores britânicos. Vários sítios web fornecem conselhos úteis sobre a elaboração de curricula vitae para o mercado de trabalho do Reino Unido, nomeadamente o National Careers Service, o Prospects AC e o Monster.

Contactos telefónicos

Estabeleça contacto telefónico apenas se este for solicitado e só depois de ter percebido que possui as competências e a experiência que o empregador procura. Alguns empregadores podem realizar uma entrevista preliminar por telefone. Se for esse o caso, o empregador telefonar-lhe-á a uma hora previamente combinada. Prepare-se para a entrevista telefónica tão minuciosamente como o faria para uma entrevista presencial.

Tenho de enviar diplomas juntamente com a minha candidatura?

Não, por norma, os diplomas são pedidos posteriormente.

Devo apresentar referências, cartas de recomendação ou o certificado de registo criminal?

Os dados de contacto das pessoas que possam fornecer referências sobre o candidato devem ser indicados no formulário de candidatura ou no CV. O empregador verificará as informações prestadas junto da pessoa indicada, que preferencialmente deve ser o seu empregador mais recente, mas certifique-se de que este pode responder em inglês. As cartas de recomendação não são geralmente necessárias.

Os empregos no setor da segurança ou em que se trabalhe com pessoas vulneráveis (crianças ou idosos) exigem prova da inexistência de anteriores condenações penais (Disclosing and Barring Service check).

Período habitual entre a publicação do anúncio de emprego e a entrada em funções

Pode contar com um período de 4 a 6 semanas.

Preparação para a entrevista

Os empregadores esperam que os candidatos estejam rapidamente disponíveis para a entrevista. Contam com a motivação do candidato e que este tenha conhecimentos da língua inglesa suficientes para permitir uma comunicação eficaz (à exceção de alguns empregos menos qualifica- dos, como por exemplo a apanha de fruta, relativamente aos quais a entrevista pode ser efetuada na língua materna dos candidatos, em particular se for realizada no seu país de origem). Os candidatos devem ser corteses, pontuais, ter boa apresentação e estar aptos a expressar-se com clareza.

Os empregadores e recrutadores são obrigados por lei a verificar a identidade de todos os candidatos, antes de lhes ser oferecido o emprego. O candidato tem de levar o original do seu passaporte ou bilhete de identidade para a entrevista, a fim de provar que é cidadão ou familiar de um cidadão de um país do Espaço Económico Europeu (ou da Suíça).

Dicas sobre o que deve vestir

Recomenda-se uma indumentária formal (fato). Os homens devem usar gravata. As mulheres devem usar maquilhagem e adornos com moderação. Vista o que vestir, as suas roupas devem estar limpas e bem engomadas.

Quem estará presente?

As entrevistas são habitualmente conduzidas por um painel de dois ou três membros, incluindo o superior hierárquico do lugar vago e um representante do departamento de recursos humanos.

Cumprimentamo-nos com um aperto de mão?

É normal cumprimentar os entrevistadores com um aperto de mão.

A entrevista obedece a um esquema rígido?

O ambiente é formal, mas amigável. O candidato deve estar atento, recetivo e ter uma atitude positiva em relação à sua candidatura. Deve procurar descontrair-se e responder às perguntas com segurança e de forma tão completa quanto possível.

O empregador estará à procura de exemplos que demonstrem as competências do candidato para o lugar. A pontualidade, a apresentação e a motivação são também fatores importantes.

Em geral, realiza-se apenas uma ronda de entrevistas, por vezes juntamente com um teste de acompanhamento para aferir as capacidades técnicas do candidato e a sua aptidão para a resolução de problemas. A duração da entrevista é, geralmente, de 30-40 minutos, no máximo, e os testes têm uma duração de 20-30 minutos. A apresentação, postura e atenção do candidato não serão pontuadas, mas deixarão uma boa ou má impressão, pelo que são importantes.

Tendo em conta que a ênfase é colocada nas competências e na conformidade com a descrição das funções, a abordagem de assuntos não profissionais será mínima ou nula. O formulário de candidatura e as respostas dadas às perguntas dos entrevistadores devem deixar transparecer claramente a motivação do candidato. Este não é obrigado a falar dos seus interesses exteriores ao trabalho, a menos que, em resposta a uma das perguntas, os utilize para exemplificar a sua capacidade de executar uma tarefa.

É comum pedir-se ao candidato que dê exemplos de situações concretas em que tenha estado envolvido e a forma como lidou com elas. O candidato poderá, por exemplo, ser instado a descrever uma ocasião em que algo correu mal e o que fez para corrigir o problema, ou a enunciar os seus pontos fracos. Neste caso, deve mostrar que sabe lidar com eles.

No final da entrevista, o entrevistador perguntar-lhe-á se tem questões a colocar. Prepare uma ou duas antecipadamente, por exemplo sobre as oportunidades de progressão na empresa ou os tipos de formação que esta oferece.

Quando é que uma pergunta ultrapassa os limites?

Os empregadores não podem discriminar em função do género, raça, deficiência, religião, orientação sexual ou idade. Cabe aos empregadores e recrutadores evitar fazer perguntas discriminatórias, pelo que não lhe pedirão informações sobre questões pessoais não relacionadas com o trabalho. No entanto, o candidato pode ter de revelar informações relativas a anteriores condenações por infração penal.

Negociação do salário e outras contrapartidas

É pouco provável que haja flexibilidade nas condições oferecidas pelo empregador, a menos que o anúncio de emprego refira o contrário. O melhor a fazer é confiar na oferta do empregador e só se candidatar a empregos cujo salário e condições de trabalho considere satisfatórios.

As negociações contratuais aplicam-se, principalmente, no caso de empregos altamente qualificados e muito bem pagos. O candidato terá de justificar as suas exigências em termos salariais, demonstrando que estas se coadunam com os valores de mercado e com as suas competências e experiência. Poderá pedir um aumento do salário depois de trabalhar para a empresa há algum tempo, caso entenda que ele está desajustado em relação ao de outros funcionários que desempenham funções semelhantes. Por norma, o salário é revisto todos os anos. O subsídio de férias está incluído e a remuneração é habitualmente expressa em salário bruto anual. No caso dos trabalhadores do setor da construção, como por exemplo carpinteiros e pedreiros, os salários são muitas vezes expressos em valores à hora.

As regalias suplementares mais comuns são as seguintes: condições de trabalho flexíveis; assistência médica privada ou seguro de saúde; viagens subsidiadas; coeficiente de correção de Londres (complementos contributivos se trabalhar na capital, em comparação com a média nacional); utilização de viatura da empresa; refeições subsidiadas no refeitório da empresa; subsídio para inscrição num ginásio ou clube; ou prémios salariais.

Poderá haver um período experimental?

O trabalho à experiência não é uma prática comum, sendo mais provável que o funcionário trabalhe durante um período experimental, após o qual o salário atingirá o seu valor total.

Qual a duração normal dos estágios?

Os estágios têm entre 3 e 6 meses de duração.

O empregador reembolsar-me-á das despesas efetuadas para comparecer à entrevista?

Não, isso não é habitual.

Quando me comunicarão os resultados?

Se tiver chegado à fase da entrevista, os empregadores e recrutadores confirmarão se foi ou não selecionado para o lugar, normalmente no prazo de 1 a 3 semanas após a entrevista.

Obtenção de resposta e seguimento da candidatura

Se não passar na entrevista, é possível que, ao ser notificado por escrito, receba informações sobre o seu desempenho na reunião. Caso contrário, pode telefonar ou escrever ao empregador para pedir essas informações.

Com que antecedência devo chegar à entrevista?

Deve chegar à entrevista com uma antecedência de 15-20 minutos. Pode contar também com a pontualidade do empregador.

data da ultima modificação: 2014-11-21 13:39:37

© União Europeia

Study in Poland
Privacy Policy