Trabalho na Europa

País

Polónia - trabalho

País: Polónia
Línguas oficiais: polaco
Forma de governo: república parlamentar
População: 38,5 milhões
Capital: Varsóvia
Moeda: zloti polaco (PLN)
Membro da UE ou do EEE: UE
Código telefónico: +48
Código Internet: .pl

Por que neste país?

A Polónia é um país abençoado por uma enorme beleza natural, com os seus 500 km de costa do mar Báltico, extensos lagos e densas florestas, que cobrem quase um terço do seu território, até às montanhas situadas no sul.

Foi também o único país da Europa que resistiu confiantemente à crise económica e financeira geral, tendo vindo recentemente a envidar esforços para atrair capitais e investidores internacionais que lancem novos empreendimentos no seu território.

O país possui um dinâmico setor das TIC, que está a crescer, com a consequente procura de criadores de software, autores de páginas web, engenheiros de software e administradores de bases de dados. Entretanto, as empresas internacionais necessitam de pessoas dotadas de competências linguísticas para trabalharem nos serviços de assistência, centros de atendimento, conselheiros dos serviços de apoio ao cliente, revisores de conteúdos, testadores de jogos, gestores de projetos, e especialistas em finanças e logística.

Procurar trabalho

As ofertas de emprego são publicitadas através dos serviços públicos de emprego (centros de emprego regionais e locais), de agências de emprego privadas, nos jornais e nos portais de emprego em linha.

Dicas para a apresentação das candidaturas

O método de candidatura mais comum consiste em enviar o CV e uma carta de apresentação. Os empregadores solicitam geralmente que esse envio seja efetuado por correio eletrónico ou por via postal.

Quando enviam a candidatura por via eletrónica, os candidatos devem indicar a que anúncio específico estão a responder, de preferência no campo do assunto da mensagem de correio eletrónico. O CV deve ser datilografado e referir a experiência profissional, as competências e as habilitações académicas por ordem cronológica inversa. A carta de apresentação e o CV não devem exceder, respetivamente, uma e duas páginas. O CV modelo Europass é um bom exemplo.

No caso das candidaturas espontâneas, o candidato deverá enviar também o seu CV juntamente com uma carta de apresentação e preparar-se para uma entrevista.

É habitual incluir uma fotografia no CV?

A inclusão de uma fotografia é desejável, mas não obrigatória.

Há preferência por candidaturas manuscritas?

Não existe qualquer preferência por candidaturas manuscritas.

O CV modelo Europass é amplamente utilizado e aceite?

É aceite, mas não muito utilizado.

Contactos telefónicos

Nos contactos telefónicos, os candidatos devem apresentar-se e indicar a razão do telefonema. Não peça a alguém que telefone em seu nome e esteja preparado para anotar as informações que o empregador lhe der.

Tenho de enviar diplomas juntamente com a minha candidatura?

Em alguns casos, deve anexar ao CV cópias dos seus certificados, diplomas, etc. Os empregadores tomam-nos em consideração ao decidirem se chamam ou não o candidato para uma entrevista.

Devo apresentar referências, cartas de recomendação ou o certificado de registo criminal?

As referências não são vulgarmente utilizadas. O que terá é de apresentar os certificados de trabalho (comprovativos por escrito) e os documentos relacionados com a formação académica. Se, de qualquer modo, quiser indicar pessoas que possam dar referências a seu respeito, escolha antigos empregadores ou professores. Por norma, as cartas de recomendação não são necessárias, embora possam ser úteis se forem subscritas por empregadores prestigiados. Para os lugares no setor público, é necessário apresentar uma declaração em como os candidatos não têm cadastro criminal ou fiscal.

Período habitual entre a publicação do anúncio de emprego e a entrada em funções

Normalmente, é de um mês ou dois.

Preparação para a entrevista

Antes da entrevista, os candidatos devem reunir toda a informação que puderem sobre a empresa. Devem estar preparados para mostrarem a sua motivação e

discutirem o que podem fazer, o que sabem e quem são, para além de colocarem as suas próprias perguntas.

Os empregadores atenderão sobretudo à pertinência dos conhecimentos e à criatividade dos candidatos. Procuram pessoas com capacidade de comunicação e uma atitude positiva. Poderão contratar, para a entrevista, um especialista em comunicação não verbal para avaliar a coerência entre a comunicação verbal e não verbal do candidato.

Dicas sobre o que deve vestir

Para ir à entrevista, vista-se de acordo com um estilo profissional, ainda que o ambiente de trabalho seja informal.

No caso dos homens: fato de cor discreta, camisa de manga comprida e gravata, peúgas escuras e sapatos de cabedal convencionais, poucos ou nenhuns adornos, penteado cuidado, de estilo profissional, uso moderado de aftershave, unhas bem arranjadas, portfólio ou pasta.

No caso das mulheres: fato escuro de duas peças com saia suficientemente comprida para lhe permitir sentar-se confortavelmente, blusa a condizer, sapatos convencionais, collants de cor neutra, uso moderado de adornos (evite brincos pendentes ou pulseiras em excesso), penteado de estilo profissional, maquilhagem e perfume discretos, unhas limpas e bem tratadas, portfólio ou pasta.

Quem estará presente?

Normalmente, estão presentes na entrevista dois representantes do empregador. Caso haja testes, os candidatos poderão fazê-los isoladamente ou em sessões de grupo.

Cumprimentamo-nos com um aperto de mão?

É o empregador ou recrutador que decide se cumprimenta ou não o candidato com um aperto de mão. O candidato não deve tomar a iniciativa.

A entrevista obedece a um esquema rígido?

Geralmente, a reunião demora entre 45 minutos e uma hora, mas poderá demorar 2 ou 3 horas, se incluir a realização de testes. Por norma, as entrevistas obedecem a um esquema específico.
  • Introdução: a primeira parte da entrevista tem caráter informativo. A pessoa que a conduz informa o candidato sobre os trâmites da reunião, o lugar a preencher, as responsabilidades que lhe estão associadas, etc., e tenta estabelecer um bom relacionamento.
  • Levantamento da experiência de trabalho: neste ponto, o recrutador coloca perguntas factuais para coligir informações, nomeadamente dados pessoais, experiência profissional, habilitações académicas, profissão, etc.
  • Interpretação dos factos: neste ponto é feita a interpretação dos factos apurados na fase anterior. O entrevistador solicita aos candidatos que expliquem de que modo acham que a sua experiência académica e profissional se relaciona com o lugar em causa. Isso ajuda a revelar a motivação e as posições dos candidatos e qual o valor que atribuem ao trabalho.
  • Opiniões, reflexões e pontos de vista pessoais: nesta fase, os candidatos expõem a sua opinião pessoal e as suas reflexões acerca de decisões profissionais que tomaram (o empregador ou a pessoa que conduz a entrevista faz perguntas sobre os motivos de algumas decisões pessoais).
  • Conclusões: nesta altura, os candidatos podem fazer perguntas sobre temas que não tenham ainda sido abordados. Os entrevistadores devem dar informações sobre as fases subsequentes do processo de recrutamento.

Prepare-se para algumas perguntas ardilosas
como, por exemplo.

  • O que estará a fazer daqui a 5 anos?
  • O que faria para resolver uma situação
    de conflito no local de trabalho?
  • Como costuma ocupar os seus
    tempos livres?
  • Quais são as suas expectativas em relação
    ao salário?

Quando é que uma pergunta ultrapassa os limites?

Existem leis contra a discriminação em função do sexo, idade, deficiência, raça, origem étnica, nacionalidade, orientação sexual, convicções políticas, crença religiosa ou filiação sindical. O candidato tem o direito de se recusar a responder a questões discriminatórias. As perguntas sobre preferências sexuais, filiação política, gravidez e religião não são admissíveis.

Negociação do salário e outras contrapartidas

As condições salariais são reguladas por:
  • acordos coletivos ou de empresa (celebrados entre os empregadores e as organizações sindicais representadas na empresa);
  • regulamentos de trabalho relativos a salários (aplicáveis a empregadores com 20 ou mais empregados, não abrangidos por uma convenção coletiva de trabalho); e/ou
  • contratos de trabalho.
Em regra, os trabalhadores são remunerados por unidade de tempo de trabalho (hora, dia ou mês) ou, em alguns casos, por unidade de trabalho realizado (à peça). O trabalhador é pago pelo menos uma vez por mês, numa data previamente definida.

Os candidatos devem negociar o seu salário com o empregador antes de assinarem o contrato. Os prémios são calculados em função dos resultados alcançados. Durante o período de férias, o trabalhador continua a receber a remuneração normal estipulada no contrato de trabalho. As regalias suplementares podem incluir senhas de refeição, plano de pensões, seguro de saúde, gratificação de Natal, prémios por realizações e desempenho excecionais ou um incentivo ao desenvolvimento pessoal, sobretudo no setor privado.

No setor público, há pouca margem para negociação

Poderá haver um período experimental?

Os empregadores preferem propor um período de estágio de 1 a 3 meses a solicitar a prestação de 1 dia de trabalho à experiência.

Ver acima.

O empregador reembolsar-me-á das despesas efetuadas para comparecer à entrevista?

Não é costume, o reembolso terá de ser negociado.

Quando me comunicarão os resultados?

No prazo de 1 ou 2 semanas. Se nada lhe for comunicado, telefone ao empregador.

Obtenção de resposta e seguimento da candidatura

Se lhe tiverem dito que o contactariam num determinado prazo após a entrevista e este já tiver terminado, telefone e pergunte qual foi o resultado da entrevista. Não há mal nenhum em perguntar. Pelo contrário: prova que está interessado no emprego.

Se tiver sido excluído, pergunte Por quê. Tente perceber o que os levou a tomar essa decisão. Isso poderá ser-lhe útil no futuro.

Com que antecedência devo chegar à entrevista?

Chegue a horas (ou seja, respeite o tempo do seu entrevistador).

data da ultima modificação: 2014-11-21 15:53:39

© União Europeia

Study in Poland
SWPS_eng_220_uni.jpg
Privacy Policy