Trabalho na Europa

País

Irlanda - trabalho

País: Irlanda
Línguas oficiais: inglês e irlandês
Forma de governo: república
População: 4,6 milhões
Capital: Dublim
Moeda: euro (EUR)
Membro da UE ou do EEE: UE
Código telefónico: +353
Código Internet: .ie

Por que neste país?

A Irlanda seduz os visitantes com a sua acidentada orla costeira ocidental, a vitalidade da capital, Dublim, e uma cultura musical e literária muito superior à dimensão do país. Tem-se modernizado rapidamente, nos últimos anos, mas conserva a sua hospitalidade lendária e um encanto local incomparável, que parece desafiar a influência da globalização.

A Irlanda foi duramente atingida pela crise económica que deflagrou em 2007, tendo perdido um número significativo de postos de trabalho nos setores da construção, da indústria transformadora e dos serviços. Porém, verificou-se algum crescimento nos setores da hotelaria e alimentar, bem como no das TIC. Outros setores importantes são o biotecnológico e o farmacêutico, bem como o dos dispositivos médicos, da energia verde e dos serviços financeiros. O portal EURES descreve em pormenor as competências especificamente em falta nas empresas irlandesas, nos setores das ciências, da engenharia, da informática, das finanças, das vendas e do marketing.


Procurar trabalho

Na maioria das ofertas de emprego, pede-se que os candidatos apresentem o CV e uma carta de apresentação, ou que preencham um formulário de candidatura.

Dicas para a apresentação das candidaturas

O curriculum vitae e a carta de apresenta­ção constituem a primeira impressão que o empregador tem de um candidato e, por isso, devem provar que este possui as qua­lidades necessárias para desempenhar bem a função. Caso pretenda candidatar-se a um emprego no mercado de trabalho irlan­dês, terá de identificar as competências requeridas para o lugar e fornecer exem­plos de como as está a desenvolver.

O seu CV deve ser sempre datilogra­fado e impresso com tinta preta em papel branco de boa qualidade. Utilize o mesmo modelo/estilo/materiais para a carta de apresentação. Encare sempre o seu CV como um instrumento de marketing para convencer o empregador a reparar em si.

É habitual incluir uma fotografia no CV?

Não, a menos que ela seja especificamente solicitada.

Há preferência por candidaturas manuscritas?

Não, na Irlanda não há qualquer preferência por cartas de apresentação manuscritas.

O CV modelo Europass é amplamente utilizado e aceite?

O CV modelo Europass não é muito utilizado na Irlanda. Os empregadores irlandeses preferem, em regra, um modelo mais geral, embora também aceitem o Europass. Lembre-se que o CV tem de atrair a atenção do empregador. Elabore-o de forma específica, atendendo a que o objetivo é vender as suas competências ao seu potencial empregador

Contactos telefónicos

Não é habitual telefonar ao empregador, a não ser para pedir o formulário de candidatura ou informações sobre os procedimentos.

Tenho de enviar diplomas juntamente com a minha candidatura?

Se o processo de candidatura incluir o envio de uma carta de apresentação e do CV, este deve ser acompanhado de fotocópias dos documentos relativos às qualificações rele­vantes para o efeito. Nos formulários de can­didatura em linha, descreva claramente todas as qualificações e refira que os respetivos certificados estão disponíveis para apresen­tação. Poderá ser-lhe pedido que apresente os originais dos diplomas no dia da entrevista

Devo apresentar referências, cartas de recomendação ou o certificado de registo criminal?

Na Irlanda, é muito vulgar o recurso a refe­rências, geralmente duas: uma sobre a pes­soa do candidato, a sua personalidade e outras características, e a outra sobre o seu desempenho profissional, dada pelo ante­rior empregador. Os empregadores só con­tactarão as pessoas indicadas se tiverem a intenção de apresentar uma proposta de trabalho ao candidato. A indicação das pes­soas que podem dar referências deve ser autorizada pelas próprias. Se for possível, o candidato deverá dar o contacto do ante­rior empregador, do pároco ou outro sacer­dote, ou da polícia (Garda), que fornecerão as referências a seu respeito por escrito ou por telefone.

Embora a idoneidade moral seja um requi­sito de qualquer emprego, em alguns casos, como, por exemplo, no dos funcionários de serviços de acolhimento a crianças ou no dos auxiliares de saúde, a necessidade de comprovação do bom caráter é imperiosa e pode levar à exigência de referências da própria Garda.

Período habitual entre a publicação do anúncio de emprego e a entrada em funções

Normalmente, é de 6 semanas, embora haja vagas que são anunciadas num dia e preenchidas no dia seguinte.

Preparação para a entrevista

A preparação é fundamental para o sucesso de qualquer entrevista, sendo nessa altura que o seu trabalho começa efetivamente. Deve recolher previamente o máximo de informação possível sobre a empresa, a fim de responder às perguntas que lhe fizerem, bem como para preparar as suas próprias perguntas ao entrevistador. Analise minuciosamente a descrição de funções e sublinhe os atributos que a empresa procura nos candidatos. Faça uma lista das competências, dos conhecimentos e das qualidades profissionais e pessoais exigidas pelo empregador e essenciais para desempenhar a função com eficácia. Prepare uma série de perguntas e respostas referentes aos seus próprios objetivos profissionais, planos a longo prazo, êxitos anteriores e pontos fortes e fracos a nível profissional. Não se esqueça de levar consigo o CV e os nomes das pessoas que podem fornecer referências a seu respeito.

Dicas sobre o que deve vestir

Deve optar por roupa elegante e limpa, naturalmente, e evitar piercings faciais ou outros.

Quem estará presente?

Normalmente, as entrevistas são conduzidas por duas ou três pessoas, sendo que uma ou mais lhe poderão aplicar testes. As entrevistas duram, em média, cerca de 40 minutos.

Cumprimentamo-nos com um aperto de mão?

As entrevistas começam quase sempre com uma saudação e um aperto de mão. Por isso, se o entrevistador estender a mão, deverá apertá-la.

A entrevista obedece a um esquema rígido?

Habitualmente, as entrevistas são reali­zadas num gabinete reservado. Um dos entrevistadores assume a presidência da reunião, apresenta-se a si próprio e aos restantes membros do painel de entrevistadores e descreve o modo como a entre­vista se vai processar. Em regra, o ambiente é bastante formal, e o candidato deve man­ter uma atitude igualmente formal e res­peitosa ao longo de todo o processo. A entrevista incidirá muito em especial sobre questões profissionais, sendo cerca de 10% do tempo dedicado a temas de índole não profissional. O candidato deve ser capaz de expor as razões e a motivação que o leva­ram a candidatar-se ao lugar, dando res­postas claras e concisas e evitando utilizar jargão ou acrónimos.

Ser-lhe-á dada a oportunidade de fazer perguntas, mas, se estiver prevista uma segunda entrevista, deverá fazê-las nessa ocasião.

Quando é que uma pergunta ultrapassa os limites?

Os procedimentos baseiam-se nas leis irlandesas contra a discriminação, que são bastante rigorosas. Se for feita uma per­gunta que considere discriminatória - por exemplo, "Que idade tem?" - o candidato pode escusar-se a responder. A maior parte dos assuntos pessoais, como a idade, a reli­gião ou a orientação sexual, são considera­dos estritamente privados.

Negociação do salário e outras contrapartidas

Geralmente, o pacote de remunerações é definido antes do início do processo. Não haverá, portanto, grande margem para negociações sobre questões financeiras ou outras.

A remuneração pode ser expressa em valo­res à hora, à semana, ao mês ou ao ano.

Normalmente, o salário dos profissio­nais mais qualificados e dos trabalhado­res administrativos é expresso em valores anuais, ao passo que o dos trabalhadores da construção, do comércio retalhista e da hotelaria e restauração é expresso em valo­res à hora.

As férias, regalias e outras prestações não pecuniárias são incluídas nas remunera­ções. Em regra, é o responsável ou gestor do pessoal quem negoceia o salário e even­tuais regalias suplementares.

Poderá haver um período experimental?

Poderá ser-lhe pedido que faça um período de trabalho experimental de 3 a 6 meses.

Qual a duração normal dos estágios?

Em alternativa ao período de trabalho experimental, o candidato poderá fazer um período de estágio com a duração máxima de 1 ano. O processo só termina no momento em que o interessado é informado da sua admissão ou exclusão.

O empregador reembolsar-me-á das despesas efetuadas para comparecer à entrevista?

É razoável pedir ao empregador que reem-bolse as despesas efetuadas por motivo da comparência à entrevista, mas nos dias que correm tem de estar preparado para lhe dizerem que esses custos não estão contemplados no orçamento. Nesse caso, terá de decidir se está disposto a suportá-los do seu bolso.

Quando me comunicarão os resultados?

O empregador descreverá o processo de seguimento na primeira entrevista.

Obtenção de resposta e seguimento da candidatura

Se lhes for pedido, os empregadores também darão resposta aos candidatos que não forem selecionados.

Com que antecedência devo chegar à entrevista?

Planeie a sua viagem com muita ante­cedência para chegar à entrevista pelo menos 10 minutos antes da hora marcada.

Os candidatos que chegarem atrasados à entrevista serão excluídos, pois os empre­gadores consideram que esse atraso é um mau prenúncio relativamente ao seu desempenho profissional.

data da ultima modificação: 2014-11-21 21:30:27

© União Europeia

Study in Switzerland
MBA_Master_220.jpg

Study in Poland
WSPA_220_online.png
Privacy Policy