Trabalho na Europa

País

Espanha - trabalho

País: Espanha
Línguas oficiais: espanhol
Forma de governo: monarquia constitucional
População: 46,7 milhões
Capital: Madrid
Moeda: euro (EUR)
Membro da UE ou do EEE: UE
Código telefónico: +34
Código Internet: .es

Por que neste país?

Embora seja afamada pelo seu sol e a sua cultura de praia, à Espanha não falta diversidade, com as suas montanhas cobertas de neve, regiões agrestes e remotas, reservas naturais luxuriantes e trilhos costeiros escarpados. É também um dos países com maior número de sítios classificados como património mundial da Unesco.

A crise económica atingiu duramente a Espanha. Em virtude do aumento do desemprego, o grande número de trabalhadores estrangeiros no país sofreu uma diminuição. Contudo, o turismo e setores conexos resistiram bem, e verificou-se algum crescimento do emprego nas atividades de TI, artísticas, recreativas e de entretenimento, bem como na administração. As tendências apontam para um provável crescimento do mercado de trabalho graças ao setor dos serviços, ao desenvolvimento industrial e tecnológico, e a uma reanimação do setor agrícola mediante a aplicação de novas tecnologias.

Procurar trabalho

É difícil encontrar trabalho em Espanha. Uti­lize todos os recursos disponíveis (pessoas conhecidas, familiares, meios de comunica­ção social, centros de informação, associa­ções profissionais, etc.), bem como a rede EURES e muita imaginação e criatividade.

Se vier para a Espanha em busca de emprego prepare-se para se ver envol­vido num jogo em que importa sobretudo saber esperar. Mesmo que um emprega­dor publicite uma vaga no serviço público de emprego, pode demorar a responder às candidaturas.

"Trabalhar no estrangeiro alarga os nossos horizontes e permite-nos sabo­rear a independência. Ajuda-nos tam­bém a consolidar a autoconfiança e alarga a nossa rede de contactos. Se forem viver para outro país, estejam abertos à nova cultura e preparados e recetivos para aprender coisas novas." Candidato a emprego da Lituânia, a viver e a trabalhar na Dinamarca

Dicas para a apresentação das candidaturas

O método de candidatura mais comum é o envio do CV acompanhado de uma carta de apresentação. A carta não deve ter mais de quatro curtos parágrafos numa única página e deve ser redigida num estilo sim­ples, claro, cordial e formal. Verifique se a assinou e se dela consta o seu número de telefone e endereço completo. Utilize o mesmo tipo de letra, margens e qualidade de papel utilizados no CV.

Não envie ficheiros grandes, ou não tes­tados, por correio eletrónico. É preferível enviar apenas o CV e a carta de apresen­tação e expressar disponibilidade para facultar informação complementar, se for necessário. Se a sua candidatura for manus­crita, assegure que é legível, evitando utili­zar letra muito miúda ou tinta colorida.

É habitual incluir uma fotografia no CV?

A inclusão de uma fotografia é habitual, mas não obrigatória. A fotografia deve ser tipo passe (salvo se tiver sido pedida uma fotografia de corpo inteiro) e adequada para o lugar em causa. Guarde-a num formato que não ocupe demasiado espaço no CV.

Há preferência por candidaturas manuscritas?

Não, a carta de apresentação deve ser datilografada, salvo pedido em contrário.

O CV modelo Europass é amplamente utilizado e aceite?

O modelo de CV nacional é, geralmente, preferido.

Contactos telefónicos

Nos contactos telefónicos, antes de se identificar, peça à pessoa que o atendeu para declinar o nome e diga-lhe com quem deseja falar.

Tenho de enviar diplomas juntamente com a minha candidatura?

Não, mas sempre que possível é aconselhável que a autenticidade dos documentos esteja certificada pelas autoridades espanholas competentes.

Devo apresentar referências, cartas de recomendação ou o certificado de registo criminal?

Sim, leve esses documentos consigo para a entrevista. É preferível têlos à mão, caso sejam necessários. A utilização de cartas de recomendação ou de referências aumentou nos últimos anos. Leve cópias dos diplomas, cartas de recomendação de antigos empregadores, colegas ou professores, e quaisquer outros documentos relacionados com as informações constantes do CV.

Período habitual entre a publicação do anúncio de emprego e a entrada em funções

Esse período pode variar.

Preparação para a entrevista

Prepare-se de forma a poder comparecer na entrevista perfeitamente ciente das qua­lidades que fazem de si o candidato per­feito para ocupar o lugar.

Os candidatos são, com frequência, soli­citados a submeterem-se a um teste de aptidão, para demonstrarem as suas competências práticas e os seus conheci­mentos, e a fazerem uma entrevista com uma pessoa do departamento de recursos humanos. Para o efeito, têm de se deslocar, normalmente, às instalações da empresa, embora seja possível utilizar um dos novos meios de comunicação (videoconferência ou Skype, por exemplo).

Dicas sobre o que deve vestir

Não vá para uma entrevista como se fosse a uma festa. Apresente-se como se fosse trabalhar na empresa. Normalmente, bastará que esteja vestido com asseio e aprumo. Os licenciados e os executivos costumam usar gravata, no caso dos homens, e saltos altos, no caso das mulheres. Evite os adornos demasiado vistosos e as cores berrantes.

Quem estará presente?

Normalmente, as entrevistas são conduzidas pelo empregador, um dirigente da empresa ou um responsável do departamento de recursos humanos.

Cumprimentamo-nos com um aperto de mão?

Sim, as pessoas normalmente cumprimen­tam-se com um aperto de mão no início e no fim da reunião. É frequente tocarem-se nos ombros ou nos braços e, quando há senhoras envolvidas, muitas vezes cumpri­mentam-se com dois beijos. Se a pessoa com quem se encontra se preparar para o fazer, não se esquive, mas a iniciativa do beijo não deve partir de si.

Uma dica a respeito do espaço pessoal: em Espanha, as pessoas gostam de proxi­midade e, por isso, quando se encontram, guardam menos espaço entre si do que os europeus do Norte.

A entrevista obedece a um esquema rígido?

Não, pode ser estruturada ou não estrutu­rada, formal ou informal, conduzida por um painel ou feita em grupo.

O entrevistador discutirá o seu curriculum vitae, centrando-se tanto na formação e no trabalho académico como na sua experiên­cia profissional. Poderá fazer-lhe pergun­tas sobre as suas atitudes e personalidade, para identificar que tipo de caráter tem, como se comporta em determinadas situa­ções e como se integra numa equipa.

Para além de um representante do depar­tamento de recursos humanos, também pode estar presente um técnico para lhe fazer perguntas relacionadas com a fun­ção. O representante do departamento de recursos humanos centrar-se-á nas competências pessoais e gerais, bem como nas condições de trabalho.

O candidato poderá então colocar algumas questões adicionais antes de a entrevista ser dada por concluída com a combinação dos procedimentos de ordem prática relati­vos à fase de decisão e resposta. Aproveite o melhor possível o momento das despe­didas para mostrar que está otimista e espera ter boas notícias.

Não se esqueça de que a sua comunica­ção não verbal transmite informações a seu respeito ao longo de toda a entrevista, confirmando ou desmentindo aquilo que estiver a dizer. Responda às perguntas rela­tivas a erros ou críticas com sinceridade. Toda a gente comete erros. O importante é a aprendizagem que deles se retira. Conte sempre a história de um ponto de vista positivo e extraia conclusões construtivas.

Se for confrontado com perguntas incó­modas ou provocatórias, procure manter a calma. É comum utilizarem-se perguntas difíceis na seleção dos quadros superiores, dos vendedores e do pessoal que está em contacto direto com os clientes.

Pratique a sua técnica de entrevistas em http://www.todofp.es ou com um trei­nador de entrevistas (simulador) em: http://www.educastur.es.

Quando é que uma pergunta ultrapassa os limites?

O empregador não deve pedir informações estritamente privadas, mas em alguns casos, sobretudo quando entrevista senhoras, pode fazer perguntas sobre a situação pessoal e familiar, bem como sobre os planos nessa matéria. Apesar de ser desejável responder a todas as questões, o candidato pode sempre perguntar educadamente: "De que forma se relaciona esse aspeto com o lugar a que me estou a candidatar?"

Negociação do salário e outras contrapartidas

Os salários são normalmente expressos em termos de valores mensais ou de um valor total anual. Se o valor não for indicado no anúncio de emprego, peça informações a um sindicato (independentemente de ser ou não filiado) sobre o salário legalmente previsto e o que seria normal para a função em causa. Em Espanha existe um salário mínimo nacional, mas os contratos coletivos variam bastante de região para região.

Se o empregador lhe perguntar quanto pretende ganhar, avance dois valores ou deixe em aberto a possibilidade de negociação: por exemplo, um salário inicial de X EUR e um aumento previamente combinado após ter tido oportunidade de demonstrar as suas competências.

Poderá haver um período experimental?

Os períodos experimentais para os trabalhadores são os estabelecidos nos diversos tipos de contratos de trabalho.

Qual a duração normal dos estágios?

São seis meses, no máximo, para os técnicos qualificados e 2 meses para os restantes trabalhadores. No caso do Contrato indefinido de apoyo a los emprendedores (contrato por tempo indeterminado de apoio aos empreendedores), o estágio dura 1 ano. Durante o período de estágio, o contrato pode ser rescindido por qualquer das partes sem alegação de justa causa.

O empregador reembolsar-me-á das despesas efetuadas para comparecer à entrevista?

Não, o candidato é que suporta normalmente esses custos. A questão pode ser negociada com o empregador antes da entrevista.

Quando me comunicarão os resultados?

O tempo de espera varia consoante os empregadores. Normalmente, estes comunicam ao candidato o resultado da entrevista pouco tempo após a sua realização, mas podem não o fazer.

Obtenção de resposta e seguimento da candidatura

Se não receber notícias pouco tempo após a entrevista, pode presumir que não foi selecionado. É pouco habitual que o informem se tiver sido excluído.

Com que antecedência devo chegar à entrevista?

É frequente os espanhóis não serem muito pontuais, mas os candidatos não devem atrasares. Se chegarem com 5-10 minutos de antecedência terão tempo suficiente para encontrar a pessoa que procuram.

data da ultima modificação: 2014-11-21 21:23:08

© União Europeia

Study in Poland
uwm_220_eng.gif
Privacy Policy