Trabalho na Europa

País

Áustria - trabalho

País: Áustria
Línguas oficiais: alemão
Forma de governo: república federal parlamentar
População: 8,5 milhões
Capital: Viena
Moeda: euro (EUR)
Membro da UE ou do EEE: UE
Código telefónico: +43
Código Internet: .at

Por que neste país?

Compacta mas variada, tradicional mas moderna, refinada mas aventureira, a Áustria é rica em opções de estilo de vida, desde a elegância de Viena, no norte, até ao aroma do Mediterrâneo e às montanhas, no sul. Verdadeira Meca para os entusiastas dos desportos de inverno, o país será provavelmente mais conhecido pelo seu contributo ímpar para a história da música.

A economia austríaca tem vindo a recuperar desde o declínio registado em 2009. Há trabalho disponível para pessoas que tenham concluído cursos de aprendizagem especializados, designadamente eletricistas, canalizadores, torneiros, pedreiros, carpinteiros e marceneiros. Existe igualmente procura de trabalhadores para os setores do turismo e da hotelaria e restauração, bem como de vendedores e empregados de balcão.

Procurar trabalho

As ofertas de emprego são publicadas nos jornais ou na Internet. No caso dos empregos pouco qualificados, os contactos iniciais são geralmente feitos por telefone, embora as candidaturas em linha sejam cada vez mais frequentes.

Se se tratar de um emprego especializado, é necessário enviar uma carta de apresentação e o CV para a empresa, que, depois de analisar as candidaturas, convoca os candidatos selecionados para uma entrevista. No caso dos cargos de direção, os candidatos poderão ser submetidos a uma avaliação.

Dicas para a apresentação das candidaturas

As cartas de apresentação são habitualmente elaboradas em computador e impressas. A candidatura por escrito inclui sempre uma carta de apresentação formal, na qual deve referenciar a oferta de emprego a que se candidata. Insira o nome e o endereço da pessoa de contacto e verifique se estão corretamente transcritos.

O curriculum vitae deve ser curto, objetivo, esclarecedor, cronologicamente ordenado e completo, e incluir um perfil pessoal adaptado ao lugar a que se candidata. Não faça anotações manuscritas nos documentos a enviar.

Se apresentar uma candidatura espontânea, deve procurar certificar-se de que, caso a empresa não tenha vagas por preencher na altura, a sua candidatura será inserida numa base de dados de potenciais candidatos. Na verdade, é a esse tipo de bases de dados que os departamentos de recursos humanos muitas vezes recorrem em primeiro lugar, quando a empresa precisa de pessoal.

É habitual incluir uma fotografia no CV?

Sim, os empregadores estão habituados a que os candidatos enviem a sua fotografia juntamente com a carta de apresentação.

Há preferência por candidaturas manuscritas?

Não, se quiser uma candidatura manuscrita, a empresa solicitá-la-á expressamente.

O CV modelo Europass é amplamente utilizado e aceite?

Infelizmente não, por ser demasiado exaustivo.

Contactos telefónicos

Antes de contactar uma empresa por telefone, procure saber quem é a pessoa de contacto e peça para falar com ela. Apresente- se de forma concisa e clara (prepare-se previamente para o fazer), indique o tipo de oferta de trabalho que o levou a telefonar e peça para lhe marcarem uma entrevista. Evite ambientes ruidosos ou estar com pessoas que possam dirigir-se a si durante o telefonema, sobretudo se estiver a usar um telemóvel.

Tenho de enviar diplomas juntamente com a minha candidatura?

Sim, deve incluir cópias dos certificados de formação (certificados da formação profissional mais recente e de outras qualificações, e certificados de trabalho ou, pelo menos, comprovativos dos períodos em que trabalhou). Todos esses documentos têm de ser traduzidos para alemão, exceto se se destinarem a ser apresentados a uma empresa internacional.

Devo apresentar referências, cartas de recomendação ou o certificado de registo criminal?

Caso lhe sejam pedidas, o candidato deverá poder apresentar referências de antigos empregadores, traduzidas para alemão, abonatórias das suas aptidões e experiência.

O candidato tem de entregar à empresa, o mais tardar por ocasião da entrevista, uma cópia do diploma referente à sua mais recente e mais elevada qualificação. As cartas de recomendação só são utilizadas quando a candidatura se refere a funções académicas. Se for necessário apresentar o certificado de registo criminal, é provável que o anúncio o refira.

Período habitual entre a publicação do anúncio de emprego e a entrada em funções

As vagas são, na sua maioria, preenchidas no prazo de 1 a 3 meses, no máximo. Contudo, no caso dos lugares especializados (cargos de direção ou funções que requeiram muita experiência), os candidatos serão entrevistados várias vezes e possivelmente submetidos a procedimentos de avaliação. Alguns anúncios de emprego referem que o contrato terá início daí a 6 meses.

Preparação para a entrevista

Quando há muitos candidatos à mesma vaga, é frequente as empresas procederem a uma préseleção ou à realização de testes. Se se tratar de um cargo muito importante ou de um lugar de direção, é provável que recorram a centros de avaliação.

Os empregadores procuram os candidatos que melhor correspondam ao perfil descrito. Cabe aos candidatos demonstrar que as suas qualificações e experiência se ajustam a esse perfil. Terão de falar dos seus pontos fortes e pontos fracos a nível profissional e pessoal, responder a perguntas acerca da sua motivação, das suas aptidões sociais e das suas perspetivas enquanto empregados, bem como, eventualmente, sobre o seu curriculm vitae (se, por exemplo, tiverem mudado frequentemente de emprego).

É de esperar, em suma, que os empregadores conduzam o diálogo de forma a poderem ficar a saber mais sobre os candidatos, as suas qualificações e as suas expectativas em relação ao emprego oferecido. Os candidatos também terão a oportunidade de fazer perguntas sobre as horas e os dias de trabalho, bem como sobre as atividades e o conteúdo da função em causa. O ambiente será amistoso mas também objetivo e imparcial.

Os candidatos devem estar bem informados sobre a empresa, designadamente sobre o que faz ou produz, a sua dimensão, se é centralizada ou descentralizada, se a sua sede é localizada no país ou no estrangeiro, a sua imagem e filosofia.

A comunicação verbal é importante, sendo fundamental que o modo como o candidato se exprime e apresenta seja compatível com o lugar a que se candidatou (motivação inequívoca para o trabalho, competências sociais, capacidade de trabalho em equipa, autoridade e capacidade de liderança, resistência à pressão, flexibilidade). Há que prestar igualmente atenção à comunicação não verbal, com destaque para a pontualidade, a postura, o contacto visual, os gestos e a expressão facial.

A entrevista dura, normalmente, cerca de 1 hora. A videoconferência poderá ser utilizada, mas o Skype só é usado em circunstâncias muito excecionais e apenas em casos de recrutamento para cargos académicos.

Dicas sobre o que deve vestir

A indumentária depende do tipo de trabalho, do setor, da função, da cultura da empresa ou de o lugar obrigar ou não ao contacto com clientes e integrar ou não funções de representação. Seja genuíno na forma como se apresenta. O fato ainda é obrigatório para os homens que se candidatam a lugares de responsabilidade, mas a gravata já não é indispensável.

«Eu já sabia alguma coisa sobre a vida na Hungria, uma vez que estudei lá, mas a EURES ajudou-me em relação aos pormenores mais «técnicos» de uma vida dividida por dois países, como as diferenças entre os regimes fiscais e os sistemas de segurança social. Quando nos mudamos para um sítio novo, não sabemos o que esperar. Cada país tem as suas próprias especificidades e é fundamental obter aconselhamento a esse respeito». Marcel, candidato a emprego da Alemanha, que vive na Hungria e trabalha na Áustria.

Quem estará presente?

Na entrevista, poderão estar presentes o diretor do departamento em que existe a vaga, o responsável dos recursos humanos e um representante da comissão de trabalhadores.

Cumprimentamo-nos com um aperto de mão?

Sim, o aperto de mão é muito usual.

A entrevista obedece a um esquema rígido?

Numa entrevista normal, as perguntas incidem necessariamente sobre as condições descritas na oferta de emprego e visam permitir uma conclusão sobre a adequação entre as competências e qualificações do candidato e o lugar a ocupar. Por uma questão de comparabilidade, as perguntas devem ser as mesmas para todos os candidatos. No entanto, face a casos concretos ou atendendo a uma resposta dada por um deles, o empregador pode aprofundar uma ou outra questão.

Quando é que uma pergunta ultrapassa os limites?

A legislação federal em matéria de igualdade de tratamento proíbe a discriminação em função da idade, do sexo, da religião, da orientação sexual ou da origem étnica. A publicação de anúncios de emprego, os processos de candidatura e as relações entre empregador e empregados são regulados por lei. O candidato não é obrigado a responder a perguntas que incidam sobre gravidez, planeamento familiar ou doenças. A discriminação de pessoas com deficiência é proibida. Tenha em atenção que alguns empregadores não se apercebem da inadmissibilidade de algumas das perguntas que fazem.

Negociação do salário e outras contrapartidas

Na generalidade dos casos, é possível negociar o salário e as condições de trabalho, exceto no setor público, em que existem tabelas salariais fixas. As negociações são realizadas com o diretor do departamento a que o trabalhador ficará adstrito.

Por norma, o salário é expresso num valor mensal e inclui os subsídios de férias e de Natal. Quaisquer outras regalias suplementares terão de ser negociadas caso a caso. Em certos casos, os empregadores propõem um ordenado de base mínimo acrescido de uma parte variável em função do desempenho e dos resultados obtidos. Muitos trabalhadores de estabelecimentos em que os clientes costumam gratificar os empregados (pensões, hotéis e outros) recebem apenas o salário mínimo. As gratificações são consideradas um acréscimo do vencimento que depende do esforço do empregado.

Muitas vezes é possível negociar o número de horas de trabalho, a flexibilidade de horário e de local de trabalho, ou a adaptação do horário de trabalho ao horário de funcionamento dos jardins-de-infância (Kindergarten) e estabelecimentos congéneres.

Poderá haver um período experimental?

Poderá ser-lhe solicitada a prestação de 1 dia de trabalho à experiência, mas este terá de lhe ser pago.

Qual a duração normal dos estágios?

O estágio dura um mês, no máximo, e nesse período o contrato poderá ser rescindido sem alegação de justa causa.

O empregador reembolsar-me-á das despesas efetuadas para comparecer à entrevista?

Não, mas as entidades empregadoras do setor público costumam auxiliar financeiramente os candidatos que provem não estar em condições de suportar as despesas decorrentes do processo.

Quando me comunicarão os resultados?

Os empregadores individuais costumam pedir aos candidatos para telefonarem a partir de uma certa data, a fim de lhes serem comunicados os resultados, e as empresas também nem sempre tomam a iniciativa de prestar essa informação.

Obtenção de resposta e seguimento da candidatura

Caso tenha sido excluído, o candidato poderá solicitar informações adicionais e, se entender que houve incumprimento da lei relativa à igualdade de oportunidades, pedir a intervenção das autoridades.

Com que antecedência devo chegar à entrevista?

Os empregadores dão grande importância à pontualidade. A reunião só poderá começar com atraso ou ser adiada se o candidato apresentar uma justificação aceitável. Se, por exemplo, estiver doente, deve avisar com antecedência os empregadores e pedir uma nova marcação.

data da ultima modificação: 2014-11-21 21:13:30

© União Europeia

Study in Switzerland
MBA_Master_220.jpg

Study in Poland
WSPA_220_online.png
Privacy Policy