Suíça - trabalho

País: Suíça
Línguas oficiais: francês, alemão, italiano e romanche
Forma de governo: democracia direta representativa
População: 8 milhões
Capital: Berna
Moeda: franco suíço (CHF)
Membro da UE ou do EEE: EFTA
Código telefónico: +41
Código Internet: .ch

Por que neste país?

A Suíça tem uma das economias mais fortes do mundo. O seu maior setor é a indústria transformadora: produtos químicos, medicamentos, instrumentos científicos e de precisão.

Após a alteração das regras de livre circulação, tem havido procura de trabalhadores estrangeiros muito qualificados. Mais de um quarto dos trabalhadores permanentes são cidadãos estrangeiros e muitos mais são trabalhadores sazonais ou residentes em países vizinhos. Na Suíça, a maior parte dos postos de trabalho estão no setor dos serviços, um quarto na indústria e no comércio e 4% na agricultura. As vagas no setor bancário diminuíram drasticamente, mas em contrapartida aumentaram no setor dos seguros. O facto de ter uma moeda forte provocou uma redução do turismo, afetando o emprego nesse setor. As ofertas de emprego mais frequentemente publicitadas destinam-se a trabalhadores qualificados no setor da construção e a profissionais de enfermagem.

Procurar trabalho

Para além dos anúncios publicados nos jornais e na Internet, na Suíça, é normal perguntar-se a amigos e conhecidos se conhecem alguém numa empresa que possa dar informações sobre eventuais carências de pessoal. Com base nessa informação, o candidato poderá redigir uma carta de candidatura simples.

Dicas para a apresentação das candidaturas

Os formulários de candidatura por escrito são muito utilizados para recrutar pessoal para os perfis especializados e cargos de direção. Para perfis menos qualificados, o contacto inicial é geralmente feito por telefone ou através da Internet. Não envie documentos que deem a impressão de terem sido preparados para utilização múltipla. Não mencione quaisquer referências ou cartas de recomendação na sua carta de apresentação ou no curriculum vitae.

É habitual incluir uma fotografia no CV?

Sim, é aconselhável incluir uma fotografia de boa qualidade.

Há preferência por candidaturas manuscritas?

Pelo contrário, não são bem aceites.

O CV modelo Europass é amplamente utilizado e aceite?

Não, é totalmente desconhecido.

Contactos telefónicos

Nos setores do turismo, da construção e da limpeza, essa é a melhor maneira de conseguir um emprego.

Tenho de enviar diplomas juntamente com a minha candidatura?

Se essa indicação constar do anúncio, junte à carta de apresentação uma cópia do diploma relativo à sua qualificação mais elevada. Nunca o faça, todavia, se a sua candidatura for espontânea. Entregue- a por ocasião da sua primeira reunião na empresa.

Devo apresentar referências, cartas de recomendação ou o certificado de registo criminal?

Se lhe forem solicitados, deve estar preparado para indicar nomes de pessoas que possam dar referências a seu respeito. As cartas de recomendação são muito pouco utilizadas. Se for necessário apresentar o certificado de registo criminal, essa exigência é normalmente mencionada no anúncio de emprego.

Período habitual entre a publicação do anúncio de emprego e a entrada em funções

Esse período pode ser de apenas 1 semana (empregos em hotéis e restaurantes) ou várias (cargos de direção na administração pública ou numa multinacional).

Preparação para a entrevista

Informe-se previamente sobre a empresa: os administradores, o número de trabalhadores, o setor económico em que está inserida e os seus concorrentes e clientes. Faça também uma pesquisa sobre a sua política ambiental, a posição face ao comércio justo e a eventual existência de uma carta social ou ética. Esteja atento à imagem da empresa em termos gerais e enquanto empregadora.

As perguntas mais correntes que deve esperar sobre as suas competências pessoais são as respeitantes aos seus pontos fortes e pontos fracos, à sua flexibilidade e mobilidade geográfica, à sua disponibilidade e às expectativas em matéria de salário.

Os entrevistadores tomam em consideração o domínio da língua de trabalho por parte do candidato, a sua indumentária, a sua delicadeza, o tom de voz que utiliza na entrevista e o respeito demonstrado para com os entrevistadores. Certifique-se de que está bem preparado e é capaz de responder de forma positiva a questões relacionadas com assuntos melindrosos.

É importante ilustrar as suas respostas com exemplos específicos que comprovem a sua efetiva experiência no tipo de situações referidas. No caso das ofertas de emprego que exijam conhecimentos de várias línguas, é possível que durante a entrevista os entrevistadores comecem a falar numa dessas línguas, por isso seja honesto ao indicar, no CV, o seu grau de conhecimento de uma língua.

Dicas sobre o que deve vestir

Informe-se sobre a indumentária aconselhável para o setor e o tipo de trabalho e não se aperalte demasiado. As roupas vistosas e os adornos só são adequados para certos empregos (vendedora de joias ou produtos de luxo, por exemplo).

Quem estará presente?

Consoante o lugar e a existência ou não de um departamento de recursos humanos, estarão presentes na entrevista duas ou três pessoas. Nas pequenas empresas, a entrevista poderá ser conduzida pelo próprio empregador.

Cumprimentamo-nos com um aperto de mão?

Sim, cumprimente com um aperto de mão todas as pessoas presentes na entrevista.

A entrevista obedece a um esquema rígido?

A entrevista obedece a um esquema muito específico: o entrevistador apresenta-se, anuncia o tempo de duração da entrevista e os seus objetivos, e faz uma breve apresentação da empresa e do lugar oferecido. Depois, pede ao candidato que se apresente e explane a sua motivação para o emprego em vista. Seguem-se várias perguntas mais específicas. No final, pede ao candidato que indique as suas expectativas quanto ao salário e, se este continuar interessado, poderá ser agendada nova reunião.

Normalmente, realizam-se no mínimo duas entrevistas, cada uma das quais com uma duração média de 90 minutos (menos de uma hora quando se trata de empregos pouco qualificados).

Se o entrevistador for um profissional da área dos recursos humanos, cerca de metade das perguntas incidirão sobre as competências sociais e pessoais do candidato. Aproveite a oportunidade para mostrar a sua motivação para o trabalho e procure salientar as suas competências e pontos fortes.

O candidato deve mostrar-se verdadeiramente interessado no lugar, ser honesto e franco, e escutar com atenção. Na primeira entrevista, pergunte se pode tomar notas. Quanto às suas perguntas, aguarde que o entrevistador o convide a fazê-las.

Quando é que uma pergunta ultrapassa os limites?

Alguns temas são considerados privados, nomeadamente a sexualidade, a intenção de casar ou não, as convicções políticas, o salário nos empregos anteriores, o estado de saúde e a demissão forçada de anteriores empregos. Não obstante, é possível que alguns empregadores questionem as candidatas sobre os seus planos familiares.

Negociação do salário e outras contrapartidas

Para negociar um bom contrato e condições de trabalho compensadoras, o candidato tem de estar informado sobre as práticas normais no setor e não ser exagerado nas suas exigências. Nos setores em que o salário é fixado a nível oficial, como nos setores público e semipúblico, não existe grande margem para negociação.

No caso de salários mínimos ou baixos, é possível negociar um aumento de cerca de 5%-10% em relação à proposta apresentada pela empresa. No caso dos cargos de direção, muitas vezes é o candidato quem faz a primeira proposta. Para apresentar uma proposta aceitável, é importante conhecer muito bem o setor e a prática da empresa. Lembre-se, ainda, de que na Suíça há grandes diferenças salariais entre as diversas regiões. Em muitas empresas o salário das mulheres é pelo menos 15% inferior ao dos homens.

O 13.º mês de salário é considerado como uma parte normal da remuneração. Algumas empresas oferecem mesmo um 14.º mês de salário. Os prémios só são atribuídos se o trabalhador atingir os seus objetivos.

Na Suíça, as remunerações são bastante elevadas, mas não incluem muitas regalias suplementares, exceto no caso dos quadros dirigentes. Entre as regalias mais comuns que o candidato poderá negociar contamse as seguintes: inclusão de parte do tempo de deslocação no tempo de trabalho, pagamento do seguro de saúde, aumento da contribuição do empregador para um fundo de pensões e viatura da empresa. Estas regalias podem ser negociadas sempre que não estejam previstas nos acordos coletivos celebrados entre as associações patronais e os sindicatos.

Poderá haver um período experimental?

Nos empregos pouco qualificados, é frequente o recurso a períodos experimentais. Especialmente no caso dos empregos nos setores hoteleiro e da limpeza, é muito vulgar a prestação de 1 dia de trabalho à experiência, que tem de ser pago. O candidato só pode recusar se o empregador lhe propuser um período experimental não remunerado. As avaliações por vezes demoram 1 ou 2 dias, mas estes não são remunerados.

Qual a duração normal dos estágios?

Todos os contratos se iniciam com um período de estágio, que, muitas vezes, serve de período de teste e que poderá prolongar-se por 3 meses, no máximo. Durante o período de estágio, o empregado pode despedir-se ou ser despedido sem aviso prévio, desde que os prazos contratuais aplicáveis sejam respeitados.

O empregador reembolsar-me-á das despesas efetuadas para comparecer à entrevista?

Não, exceto no caso de alguns serviços públicos.

Quando me comunicarão os resultados?

Os resultados ser-lhe-ão comunicados por telefone, carta ou correio eletrónico. Só poderá considerar que o processo está concluído quando receber uma confirmação por escrito.

Obtenção de resposta e seguimento da candidatura

O empregador não está à espera que o candidato faça o seguimento da entrevista ou dos resultados dos testes, mas este último pode dizer que gostaria de ter uma resposta e observar a reação

Com que antecedência devo chegar à entrevista?

Chegue ao local da entrevista com alguma antecedência. Pode contar com igual pontualidade por parte do empregador.

data da ultima modificação: 2014-11-24 09:24:18

© União Europeia

Study in Poland
Privacy Policy